Desafio Literário de outubro/2020: Isabel Allende

Depois de analisar a literatura de Rubem Fonseca em setembro, o Desafio Literário deixa o território brasileiro, atravessa a Cordilheira dos Andes e chega ao Chile. A escritora que será estudada em outubro no Bonas Histórias é Isabel Allende, uma das vozes latino-americanas mais populares da atualidade. Traduzida para quatro dezenas de idiomas e com mais de 70 milhões de livros vendidos, Allende é a autora viva de língua espanhola mais lida no mundo. Ela é dona de best-sellers internacionais como “A Casa dos Espíritos” (Bertrand Brasil), “Eva Luna” (Bertrand Brasil) e “Paula” (Bertrand Brasil). É impossível falar da literatura contemporânea sul-americana sem citar o nome de Isabel Allende.

 

Nascida em Lima, no Peru, em agosto de 1942, quando seu pai, Tomás Allende, trabalhava como diplomata, Isabel tem a nacionalidade chilena. Atuando como jornalista desde os 17 anos, ela foi repórter de televisão, redatora e editora de revista em Santiago até o golpe militar de 1973. Sobrinha de Salvador Allende (portanto, o mesmo sobrenome não é mera coincidência - Tomás Allende era primo em primeiro grau do presidente deposto/assassinado), Isabel e sua família precisaram deixar às pressas o país tão logo Augusto Pinochet assumiu o comando do Chile.

 

Assim, ela foi morar na Venezuela, onde passaria os 13 anos seguintes. Em Caracas, Isabel Allende continuou trabalhando como jornalista, mas agora como freelancer. Como ganhava pouquíssimo dinheiro nos serviços jornalísticos esporádicos que apareciam, precisou trabalhar também em uma escola. De dia, ela ficava na escola e à noite, começou a produzir ficção. Seus livros iniciais foram obras infantis e coletâneas de crônicas, escritas quando ainda vivia no Chile. E, em 1982, Allende lançou seu primeiro romance, “A Casa dos Espíritos” (Bertrand Brasil). Sucesso imediato de público e de crítica, este livro foi lançado com êxito também no exterior. A partir daí, nascia uma escritora original de alcance internacional. Até hoje, “A Casa dos Espíritos” é considerado a principal obra da autora chilena.

 

Ainda na década de 1980, Isabel Allende lançou outros quatro livros: os romances “De Amor e de Sombra” (Bertrand Brasil), de 1984, e “Eva Luna” (Bertrand Brasil), de 1987; e as coletâneas de contos “La Gorda de Porcelana” (ainda inédito em nosso país), de 1984, e “Contos de Eva Luna” (Porto Editora), de 1989. Uma vez alcançado o posto de escritora de sucesso, ela abandonou definitivamente o jornalismo e passou a se dedicar exclusivamente à ficção.

No final dos anos 1980, Isabel se separou de seu primeiro marido e se casou com um advogado norte-americano. Assim, a partir de 1988, ela se mudou para os Estados Unidos, onde mora desde então. Nos anos 1990, Allende publicou mais quatro romances: “O Plano Infinito” (Bertrand Brasil), de 1991, “Paula” (Bertrand Brasil), de 1995, “Afrodite” (Bertrand Brasil), de 1998, e “Filha da Fortuna” (Bertrand Brasil), de 1999. Destas obras, a mais impactante foi ”Paula”, um texto autobiográfico escrito para sua filha que permanecia em coma no hospital depois de sofrer um ataque de porfiria.

 

A primeira década do século XXI foi a mais produtiva para a autora chilena. Neste período, ela lançou nove livros (quase um por ano). Foram oito romances e uma obra de memórias. O destaque entre os títulos ficcionais foi “Zorro – Começa a Lenda” (Bertrand Brasil), de 2005. Já o livro de memórias foi “O Meu País Inventado” (Bertrand Brasil), de 2003. Nos últimos anos, Isabel Allende se manteve ativa, lançando novidades frequentes. Seu último romance é “Longa Pétala do Mar” (Bertrand Brasil), publicado no ano passado. Outro título recente bastante exitoso foi “O Jogo de Ripper” (Bertrand Brasil), de 2014.

 

É esta a escritora que vamos investigar neste mês no Bonas Histórias.  A proposta é fazermos inicialmente a análise individual de seis de seus principais livros. A partir daí, será possível, no dia 29 de outubro, encerrarmos o Desafio Literário deste mês com a análise aprofundada sobre a literatura de Isabel Allende. Confira, a seguir, o cronograma de posts do blog para as próximas cinco semanas:

- 5 de outubro - "A Casa dos Espíritos" (1982)

 

- 9 de outubro - "Eva Luna" (1987)

 

- 13 de outubro - "Paula" (1995)

 

- 17 de outubro - "Meu País Inventado" (2003)

 

- 21 de outubro - "Zorro – Começa a Lenda" (2005)

 

- 25 de outubro - "O Jogo de Ripper" (2014)

 

- 29 de outubro - Análise Literária de Isabel Allende

 

Isabel Allende será a segunda escritora chilena que vamos analisar no Desafio Literário. O primeiro foi Pablo Neruda, em julho de 2016. Boa leitura para todos! 

 

Gostou da seleção de autores e de obras do Desafio Literário? Que tal o Blog Bonas Histórias? Seja o(a) primeiro(a) a deixar um comentário aqui. Para saber mais sobre as Análises Literárias do blog, clique em Desafio Literário. E não deixe de nos acompanhar nas redes sociais – Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn.

Please reload

A Editora Pomelo é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Dança & Expressão é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Eduardo Villela é Eduardo Villela é book advisor e parceiro do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
BonaBelle Design & Organização é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Epifania Conteúdo Inteligente é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Keli Quitutes
Bonas Histórias | blog de literatura, cultura e entretenimento | bonashistorias.com.br

Blog de literatura, cultura e entretenimento