• Ricardo Bonacorci

Livros: Se Eu Ficar - O maior sucesso de Gayle Forman


Fiquei intrigado, nas últimas semanas, com o fim da supremacia de John Green na posição número um da lista da revista Veja das obras mais vendidas do país. Depois de muito tempo, "A Culpa é das Estrelas" foi, enfim, superada no topo do ranking editorial brasileiro, que aponta os livros mais vendidos na semana. A permanência da "A Culpa da Estrela" ao longo de vários meses nesta posição se deveu pela combinação dos seguintes fatores: boa história, excelente trabalho de divulgação do autor (ele veio na Bienal do Livro de São Paulo onde foi uma das principais atrações) e o lançamento do filme homônimo.

Quem desbancou a liderança da obra de John Green foi "Se Eu Ficar", de Gayle Forman. A escritora californiana já tinha outra publicação entre os dez livros mais vendidos no país há alguns meses (o outro livro era "Para Onde Ela Foi", a continuação da história contada em "Se Eu ficar") e já estava na hora de eu lê-la. A chegada à liderança me instigou e me forçou a correr em uma livraria para adquirir a publicação.

Li "Se Eu Ficar" durante minha última viagem para Varginha, Minas Gerais, no início desse mês. Agora conclui a obra seguinte, "Para Onde Ela Foi", me sentindo, enfim, apto para comentá-las. Preferi aguardar o término da saga de Mia e Adam para dar um parecer definitivo sobre a história. Como "Para Onde Ela Foi" é a continuação de "Se Eu Ficar", considero os dois livros uma mesma trama, sendo impossível analisá-lo no meio (ao final do primeiro livro).

Em resumo, gostei muito da história. Na trama, Mia é uma jovem adolescente que está terminando os estudos na escola e está se preparando para ingressar na faculdade. Ela sonha em se transformar em uma profissional de música clássica e por isso o desejo de cursar música na graduação. Mia namora com Adam, um jovem da sua idade que possui uma banda amadora de rock. Ele também está passando pela fase de transição entre a escola e a faculdade. Seu sonho é profissionalizar sua banda e torná-la famosa no país inteiro.

A vida dos jovens namorados se altera bruscamente quando Mia sobre um grave acidente de carro com a sua família. A garota vai para a UTI de um hospital e lá fica em coma. Durante quase todo o livro "Se Eu Ficar", Mia permanece desacordada em uma cama de hospital. Esse fato, por si só, já é um indicativo da força da narrativa. Tornar uma história interessante com sua personagem principal dormindo o tempo inteiro no leito hospitalar prova a qualidade da escrita de Gayle Forman. Este livro termina quando a paciente esboça uma reação. Assim, não é possível saber, ao final de "Se Eu Ficar" o que aconteceu com Mia e Adam. Ela sobreviveu? Eles ficaram juntos? Quais as sequelas do acidente para a jovem? Eles tornaram-se músicos?

As respostas vêm no segundo livro, "Para Onde Ela Foi". O interessante dessa segunda obra é que agora o narrador deixa de ser Mia e passa a ser Adam. Além disso, já se passaram três anos do fatídico acidente. O rapaz agora é um dos músicos mais famosos dos Estados Unidos e sua banda está na liderança da parada nacional. A dor e o sofrimento passados pelo rapaz com a separação da antiga namorada levaram-no a fazer excelentes composições. Porém, a falta de uma explicação de Mia para o rompimento afetou Adam, tanto pessoal quanto profissionalmente. Transcorridos alguns anos do acidente, cada um vive em uma região dos Estados Unidos sem se falar. Entender o que aconteceu entre o jovem casal é a base do segundo livro.

De um modo geral, eu gostei muito de "Se Eu Ficar" e "Para Onde Ela Foi". É uma história de dor, sofrimento e superação. Compreender os relacionamentos amorosos e, principalmente, os motivos para suas interrupções nem sempre é uma tarefa fácil e intuitiva. Mia e Adam tiveram suas histórias de amor abreviadas por causa do acidente da garota. Compreender o que aconteceu no período de recuperação de Mia é a chave para a descoberta da resposta para o fim do relacionamento entre eles.

Quem ler só o primeiro livro ficará sem compreender a essência da história. Por isso, vale a pena ler os dois na sequência, como se fossem um livro só (na verdade, é uma história única). A leitura é rápida e você nem perceberá que chegou ao final dos livros (podendo ler um em seguida do outro).

A principal característica de Gayle Forman é a realizar uma narrativa recheada de emoções. É difícil ler esses dois livros sem se emocionar. A escritora consegue manter o leitor grudado nas páginas do livro, mesmo quando a trama aparentemente fica estática. Apesar do final ser previsível e um tanto hollywoodiano, gostei do resultado como um todo. Com certeza, Gayle Forman tem seus méritos para ter chegado com "Se Eu Ficar" ao posto de livro mais vendido nas últimas semanas no país.

Gostou deste post e do conteúdo do Blog Bonas Histórias? Se você é fã de literatura, deixe seu comentário aqui. Para acessar as demais críticas, clique em Livros. E aproveite para curtir a página do Bonas Histórias no Facebook.

#GayleForman #LiteraturaNorteAmericana #Romance #Drama #LiteraturaContemporânea

A Editora Pomelo é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Dança & Expressão é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Eduardo Villela é Eduardo Villela é book advisor e parceiro do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
BonaBelle Design & Organização é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Epifania Conteúdo Inteligente é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Keli Quitutes

Bonas Histórias

O Bonas Histórias é o blog de literatura, cultura e entretenimento desenvolvido por Ricardo Bonacorci desde 2014. Com um conteúdo multicultural (literatura, cinema, música, teatro, exposição e gastronomia), o Blog Bonas Histórias analisa as boas histórias contadas no Brasil e no mundo.

bonashistorias.com.br

Ricardo Bonacorci

Nascido na cidade de São Paulo, Ricardo Bonacorci tem 39 anos e trabalha como publicitário, produtor de conteúdo, crítico literário e cultural, editor, escritor e pesquisador acadêmico. Ricardo é especialista em Administração de Empresas, pós-graduado em Gestão da Inovação, bacharel em Comunicação Social, licenciando em Letras-Português e pós-graduando em Formação de Escritores.  

Bonas Histórias | blog de literatura, cultura e entretenimento | bonashistorias.com.br

Blog de literatura, cultura e entretenimento