• Ricardo Bonacorci

Livros: Água para Elefantes - Memórias da velhice por Sara Gruen


Eu li "Água para Elefantes" (Arqueiro) de Sara Gruen no comecinho do ano de 2012. Gostei tanto deste livro que resolvi comentá-lo agora. Na época da leitura, escolhi essa obra na prateleira da livraria porque não tinha conseguido ver a sua versão cinematográfica. Por duas vezes, no final do ano de 2011, eu tinha ido ao cinema para ver este filme, mas na última hora acabei optando por outro título. Frustrado por não ter visto essa história nas telas, decidi comprar o livro e resolver da melhor maneira essa questão: conheceria a narração em sua forma original, diretamente das palavras da sua autora, Sara Gruen.

"Água para Elefantes" é um livro muito bom. A história possui ótimos personagens e é muito bem ambientada (fazendo uma ponte entre o presente do personagem principal e o passado dele, período da sua juventude). Sara Gruen escreve com emoção e realismo a trama, envolvendo o leitor com sua narração detalhista e comovente. O clima de mistério (afinal, o que aconteceu com os personagens no passado relatado? E o que irá acontecer com eles no presente?) se propaga do início ao fim da obra. É impossível largar a história no meio.

Para quem não conhece o enredo do livro, aqui vai um resumo: Jacob Jankowshi é um senhor bem idoso. Ele mora em uma casa de repouso após o falecimento da sua esposa. Em sua nova morada, o mal-humorado velhinho vive inconformado com as regras e as proibições do local. Porém, o que o deixa fora de controle mesmo são as atitudes de outro hóspede/paciente. O colega, também um senhor de idade, conta para as simpáticas velhinhas da casa de repouso já ter trabalhado em um circo, onde cuidava dos elefantes. Ele se gaba do seu antigo ofício e de conhecer o mundo dos animais como ninguém, encantando as damas com sua narração e com seu conhecimento. Todos acreditam na história dele, menos o enciumado Sr. Jankowshi. Para Jacob, o contador da história circense não passa de um mentiroso. Para provar sua versão e desmascarar o colega, Jankowshi precisará contar pela primeira vez o grande segredo da sua vida: em sua juventude, ele trabalhou em um circo. Ele escolhe como confidente uma senhora simpática da casa, com a qual ele começa a se engraçar.

Na época de sua juventude, Jacob Jankowshi era um estudante de veterinária e sem dinheiro para concluir o curso resolveu entrar em um trem em movimento para ganhar a vida. Esse trem era do Esquadrão Voador, uma companhia circense. Ao passar a trabalhar no circo, o jovem Jacob conhece o Tio Al, o cruel proprietário da companhia, e August, o chefe do setor dos animais. Além desses, o jovem conhece a bela Marlena, artista do número de cavalos e esposa de August, com quem se apaixona perdidamente. Enquanto isso, o veterinário em formação passa a cuidar de Rosie, uma elefanta aparentemente desastrada e pouco inteligente.

"Água para Elefantes" é um livro de amor. Amor entre um homem e uma mulher e também (ou principalmente) de amor entre um homem e uma elefanta. Além disso, ele retrata os desafios da velhice. Afinal, em qualquer fase de nossa vida, precisamos superar os desafios impostos pelo ambiente e pelas pessoas a nossa volta.

Se você deseja enveredar por uma história surpreende, comovente e divertida, recomendo a leitura de "Água para Elefantes". E só para esclarecer: ainda não consegui ver o filme... Essa deve ser a minha sina. Já desiste de conseguir essa façanha. Sempre que vou vê-lo, acontece alguma coisa a me impedir de concluir a tarefa. Ainda bem que o livro eu consegui ler. Pelo menos isso...

Gostou deste post e do conteúdo do Blog Bonas Histórias? Se você é fã de literatura, deixe seu comentário aqui. Para acessar as demais críticas, clique em Livros. E aproveite para curtir a página do Bonas Histórias no Facebook.

#SaraGruen #Romance #RomanceHistórico #Drama #LiteraturaContemporânea #LiteraturaCanadense

A Editora Pomelo é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Dança & Expressão é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Eduardo Villela é Eduardo Villela é book advisor e parceiro do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
BonaBelle Design & Organização é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Epifania Conteúdo Inteligente é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Keli Quitutes

Bonas Histórias

O Bonas Histórias é o blog de literatura, cultura e entretenimento desenvolvido por Ricardo Bonacorci desde 2014. Com um conteúdo multicultural (literatura, cinema, música, teatro, exposição e gastronomia), o Blog Bonas Histórias analisa as boas histórias contadas no Brasil e no mundo.

bonashistorias.com.br

Ricardo Bonacorci

Nascido na cidade de São Paulo, Ricardo Bonacorci tem 39 anos e trabalha como publicitário, produtor de conteúdo, crítico literário e cultural, editor, escritor e pesquisador acadêmico. Ricardo é especialista em Administração de Empresas, pós-graduado em Gestão da Inovação, bacharel em Comunicação Social, licenciando em Letras-Português e pós-graduando em Formação de Escritores.  

Bonas Histórias | blog de literatura, cultura e entretenimento | bonashistorias.com.br

Blog de literatura, cultura e entretenimento