• Ricardo Bonacorci

Livros: O Menino que Vendia Palavras - O mundo infantil de Loyola Brandão


Na noite passada li o livro "O Menino que Vendia Palavras" (Objetiva). A obra é de Ignácio de Loyola Brandão. O escritor paulista, além de produzir contos, romances e crônicas, também se enveredou pelo universo infanto-juvenil. "O Menino que Vendia Palavras" é um livro dirigido a este público. Loyola Brandão se inspirou em sua própria infância para produzir esta narrativa poética e inspiradora.

"O Menino que Vendia Palavras" foi editado originalmente em 2007 e rapidamente recebeu o reconhecimento da crítica especializada. Vencedor do Prêmio Fundação Biblioteca Nacional de 2007 e do Prêmio Jabuti de 2008 como a melhor ficção, a publicação é até hoje a principal obra infanto-juvenil de Ignácio. Além dela, o autor de "Zero" (Global) e "Não Verás País Nenhum" (Global) também publicou, nesta linha infantil, mais quatro livros: "Cães Danados" (Comunicação), que depois seria reescrito e publicado como "O Menino que Não Teve Medo do Medo" (Global), "O Homem que Espalhou o Deserto" (Global), "O Segredo da Nuvem" (Global) e "O Menino que Perguntava" (Objetiva).

A história de "O Menino que Vendia Palavras" tem como protagonista um garoto que tem muito orgulho do seu pai. O pai do menino é culto, inteligente e adora ler. Por causa do hábito de leitura, o homem sempre sabe o significado das palavras. Conhecendo e admirando esta qualidade do patriarca, o garoto não se cansa de perguntar o sentido das palavras. E o pai nunca decepciona o filho.

Percebendo que os amiguinhos da escola passaram a requisitar as habilidades do pai, o menino passa a ser o intermediário das dúvidas da criançada. Para cada pergunta (o que é hoste? o que é justaposição? o que é matroca? e o que é bromato?), o guri passa a negociar com os colegas o significado das palavras requisitadas: ora o pagamento é um sorvete, ora é um brinquedo, um doce ou uma fotografia. Assim, ele passa a vender o significado das palavras, sem o pai saber.

O livro é leve e envolvente. Com muitas ilustrações e pouquíssimas páginas, ele agrada em cheio a criançada. A obra apresenta a importância da leitura para a meninada e aborda questões como honestidade, frustrações, amizade e companheirismo. Ou seja, a temática é muito interessante e educativa.

Gostei muito de "O Menino que Vendia Palavras". É um belo livro que ficará na minha estante pronto para ser lido para a próxima criança que aparecer aqui em casa. Ouviu isso, Luquinhas?

Gostou da seleção de autores e de obras do Desafio Literário? Que tal o Blog Bonas Histórias? Seja o(a) primeiro(a) a deixar um comentário aqui. Para saber mais sobre as Análises Literárias do blog, clique em Desafio Literário. E não deixe de curtir a página do Bonas Histórias no Facebook.

#IgnáciodeLoyolaBrandão #LiteraturaInfantojuvenil #Romance #LiteraturaBrasileira #LiteraturaContemporânea

A Editora Pomelo é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Dança & Expressão é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Eduardo Villela é Eduardo Villela é book advisor e parceiro do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
BonaBelle Design & Organização é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Epifania Conteúdo Inteligente é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Keli Quitutes

Bonas Histórias

O Bonas Histórias é o blog de literatura, cultura e entretenimento desenvolvido por Ricardo Bonacorci desde 2014. Com um conteúdo multicultural (literatura, cinema, música, teatro, exposição e gastronomia), o Blog Bonas Histórias analisa as boas histórias contadas no Brasil e no mundo.

bonashistorias.com.br

Ricardo Bonacorci

Nascido na cidade de São Paulo, Ricardo Bonacorci tem 39 anos e trabalha como publicitário, produtor de conteúdo, crítico literário e cultural, editor, escritor e pesquisador acadêmico. Ricardo é especialista em Administração de Empresas, pós-graduado em Gestão da Inovação, bacharel em Comunicação Social, licenciando em Letras-Português e pós-graduando em Formação de Escritores.  

Bonas Histórias | blog de literatura, cultura e entretenimento | bonashistorias.com.br

Blog de literatura, cultura e entretenimento