• Ricardo Bonacorci

Filmes: Alvin e os Esquilos na Estrada - O novo sucesso da garotada


Neste final de semana, fui assistir a um filme com o meu afilhado de sete anos, o Luquinhas. A opção dele foi por “Alvin e os Esquilos na Estrada” (Alvin And The Chipmunks - The Road Chip: 2015). Pela expectativa dele até parecia que estávamos diante de um novo filme de Woody Allen, de Pedro Almodóvar ou de Quentin Tarantino. Pelo visto, o tal “Alvin e os Esquilos” fazem um enorme sucesso entre a garotada. Admito a surpresa pois ainda não tinha tido a oportunidade de ver nenhum dos longas-metragens dessa série (talvez, precise passar mais tempo com o Luquinhas).

O sucesso dessa franquia está nos números: cada filme dos esquilos gera em média US$ 300 milhões para seu estúdio. Essa é uma história trazida da televisão. Sucesso na década de 1960, os graciosos e divertidos esquilos ganharam as telas dos cinemas pela primeira vez em 2007. Desde então são frequência constante nas telonas durante as temporadas de verão.

“Alvin e os Esquilos na Estrada” é um filme bem legal. Apesar de desconhecer as personagens e os demais episódios, rapidamente compreendi o enredo (ou seja, não é necessário ter conhecimentos prévios das tramas passadas).

Nessa história, Dave (Jason Lee) decide viajar com a namorada Samantha (Kimberly Williams-Paisley) para Miami e deixa o trio de esquilos, Alvin, Simon e Theodore em casa sob os cuidados de uma vizinha (Jennifer Coolidge) e do filho encrenqueiro de Samantha, Miles (Josh Green).

Antes da viagem, porém, o trio de esquilos descobre um presente que Dave dará a namorada durante o passeio: um anel. Rapidamente, eles compreendem que Dave, enfim, está próximo de deixar a solteirice. Afinal, ele irá pedir Samantha em casamento.

Para evitar que isso aconteça, Alvin, Simon e Theodore se unem a Miles e o grupo parte em uma viagem clandestina para Miami afim de atrapalhar os planos de Dave. E aí começam as confusões. Se os esquilos em casa já são capazes de aprontar os maiores tumultos (a festa surpresa que sai do controle no início do filme já um bom indicativo disso), imagine o que eles são capazes de aprontar em uma viagem interestadual!

O longa-metragem do diretor norte-americano Walt Becker é leve e divertido. Os efeitos visuais são aceitáveis e não prejudicam a produção. A trilha sonora, recheada de músicas pop e de rap, agradam aos ouvidos menos puritanos e dispostos a uma batida mais comercial.

O único aspecto negativo, a meu ver, é a forma caricata na qual o vilão da trama foi constituído. Não me parece muito verossímil um agente aeroportuário (Tony Hale) ter uma fixação por prender os esquilos a ponto de fazê-lo viajar pelo país a procura do trio de roedores. A atuação de Hale também é um pouco exagerada (porém, compatível com uma comédia infantil em que o vilão precisa ser retratado em tintas fortes).

Tirando esse detalhe, “Alvin e os Esquilos na Estrada” é um bom produto para as crianças e para as famílias. Juro que fazia tempo que não via o Luquinhas tão concentrado, com os olhos fixos na tela.

Pode parecer engraçado, mas agora quem está na expectativa do próximo lançamento da série “Alvin e os Esquilos” sou eu. Com certeza levarei meu companheiro mirim para uma sessão de cinema destas.

Sabe que assistir a uma aguinha com açúcar de vez em quando é muito legal!

Veja o trailer de “Alvin e os Esquilos na Estrada”:

O que você achou deste post e do conteúdo do Blog Bonas Histórias? Não se esqueça de deixar seu comentário. Se você é fã de filmes novos ou antigos e deseja saber mais notícias da sétima arte, clique em Cinema. E aproveite também para curtir a página do Bonas Histórias no Facebook.

#WaltBecker

A Editora Pomelo é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Dança & Expressão é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Eduardo Villela é Eduardo Villela é book advisor e parceiro do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
BonaBelle Design & Organização é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Epifania Conteúdo Inteligente é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Keli Quitutes

Bonas Histórias

O Bonas Histórias é o blog de literatura, cultura e entretenimento desenvolvido por Ricardo Bonacorci desde 2014. Com um conteúdo multicultural (literatura, cinema, música, teatro, exposição e gastronomia), o Blog Bonas Histórias analisa as boas histórias contadas no Brasil e no mundo.

bonashistorias.com.br

Ricardo Bonacorci

Nascido na cidade de São Paulo, Ricardo Bonacorci tem 39 anos e trabalha como publicitário, produtor de conteúdo, crítico literário e cultural, editor, escritor e pesquisador acadêmico. Ricardo é especialista em Administração de Empresas, pós-graduado em Gestão da Inovação, bacharel em Comunicação Social, licenciando em Letras-Português e pós-graduando em Formação de Escritores.  

Bonas Histórias | blog de literatura, cultura e entretenimento | bonashistorias.com.br

Blog de literatura, cultura e entretenimento