• Ricardo Bonacorci

Filmes: Butch Cassidy - Um filme recheado de cenas mágicas


Há alguns filmes em que não nos cansamos de assistir. Este é o caso de "Butch Cassidy" (Butch Cassidy and The Sundance Kid: 1969). Assisti outra vez a este longa-metragem neste final de semana. Acho que é a terceira ou quarta vez que o vi. Vencedor de quatro premiações do Oscar em 1970 (melhor roteiro, fotografia, trilha sonora e canção original), este clássico do cinema foi dirigido por George Roy Hill e protagonizado pelo trio Paul Newman, Robert Redford e Katharine Ross. Hill, Newman e Redford voltariam a trabalhar juntos quatro anos mais tarde em "Golpe de Mestre" (The Sting: 1973). Este segundo trabalho levaria para casa sete estatuetas do Oscar em 1974 (melhor filme, diretor, roteiro original, montagem, direção de arte, figurino e música).

O que faz "Butch Cassidy" tão especial é uma combinação magnífica de uma boa história, com cenas marcantes, interpretações carismáticas e um trilha sonora incrível. Impossível não se emocionar com este longa-metragem. A produção de George Roy Hill inovou ao narrar uma história de Velho Oeste de forma completamente distinta do habitual (basta nos lembrarmos de como eram os filmes protagonizados por John Wayne). Em "Butch Cassidy" os bandidos são os mocinhos e os policiais sãos os vilões. O filme é pautado o tempo inteiro com humor e com muita ação. O companheirismo entre a dupla de bandidos também uma marca do longa-metragem, estando presente do início ao final.

Esta é a história de dois famosos bandidos norte-americanos, Butch Cassidy (interpretado por Paul Newman) e Sundance Kid (Robert Redford). Baseado em dois personagens reais, a trama conta a vida destes dois amigos inseparáveis. A dupla ganhou fama ao liderar um grupo de foras da lei chamado "Bando do Buraco na Parede". Eles assaltavam trens e bancos de cidades do Velho Oeste norte-americano entre o final do século XIX e os primeiros anos do século XX. Após um famoso roubo de um trem em Nebraska, os dois bandidos são apontados como os inimigos número um do país. Policiais dos Estados Unidos inteiro passam a procurá-los incansavelmente.


Para fugir das garras das autoridades, a dupla resolve fugir para a Bolívia. Eles levam, para esta viagem, a namorada de Sundance Kid, a bela Etta Place (Katharine Ross). Por ser a única que sabe falar espanhol da turma, a moça passa a ajudá-los a assaltar bancos. Rapidamente, os gringos se tornam conhecidos na Bolívia como um dos principais assaltantes do país, sendo novamente perseguidos pelos policias e pelo exército local.

É difícil encontrar um filme com tantas cenas marcantes como este. É claro que a mais famosa sequência de "Butch Cassidy" é aquela protagonizada pelo passeio de bicicleta de Paul Newman e Katharine Ross. A riqueza desta cena está tanto na música quanto na mensagem subliminar (Cassidy compartilharia a namorada do amigo para fins sexuais). O cara que escolheu "Raindrops Keep Fallin' On My Head" como trilha sonora desta parte do filme deveria ter acesso automático ao Paraíso quando morresse. Para mim, é uma das melhores cenas de todos os tempos do cinema.

Contudo, este não é um filme de uma única cena. Há varias partes incríveis. Logo do começo do longa-metragem, Butch Cassidy protagoniza uma briga com um dos integrantes do seu bando que quer assumir a liderança da gangue. Como Cassidy e Kid ficaram alguns anos presos, seus homens estavam naquele instante sob nova liderança. Costumo utilizar esta sequência em meus treinamentos de inovação e criativa como um ótimo exemplo do que a inteligência pode fazer (no caso, vencer uma briga com um homem muito mais forte).

Outras partes célebres são a invasão ao quarto de uma dama, realizado por Sundance Kid, e os assaltos aos trens que transportavam dinheiro, protagonizado pelo "Bando do Buraco na Parede". Na primeira, temos a tensão que a entrada repentina do bandido no quarto de uma dama à noite pode representar. O desfecho é fantástico. No caso dos assaltos aos trens, o jeito desbocado e divertido de Cassidy se estende até mesmo quando ele está "trabalhando". Até quando as coisas não saem como planejado em seus assaltos, ele não perde o espírito zombeiro.


Para completar, outra cena clássica do cinema é o tiroteio final realizada pela dupla na Bolívia contra os militares do país sul-americano. A tensão e a dramaticidade da cena se estendem por bons e longos minutos.

"Golpe de Mestre" pode ter até conquistado mais estatuetas do Oscar (é também um excelente filme), mas a minha produção predileta do trio Paul Newman, Robert Redford e George Roy Hill é "Butch Cassidy". Este bangue-bangue ao estilo Velho Oeste revolucionou o gênero ao aliar ação, humor e música de primeira. Juro que acho impossível alguém não gostar desta produção. Talvez eu assista mais uma vez só para me certificar que não deixei nada de importante escapar.


Veja o trailer desta magnífica produção:

O que você achou deste post e do conteúdo do Blog Bonas Histórias? Não se esqueça de deixar seu comentário. Se você é fã de filmes novos ou antigos e deseja saber mais notícias da sétima arte, clique em Cinema. E aproveite também para curtir a página do Bonas Histórias no Facebook.

A Editora Pomelo é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Dança & Expressão é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Eduardo Villela é Eduardo Villela é book advisor e parceiro do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
BonaBelle Design & Organização é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Epifania Conteúdo Inteligente é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Keli Quitutes

Bonas Histórias

O Bonas Histórias é o blog de literatura, cultura e entretenimento desenvolvido por Ricardo Bonacorci desde 2014. Com um conteúdo multicultural (literatura, cinema, música, teatro, exposição e gastronomia), o Blog Bonas Histórias analisa as boas histórias contadas no Brasil e no mundo.

bonashistorias.com.br

Ricardo Bonacorci

Nascido na cidade de São Paulo, Ricardo Bonacorci tem 39 anos e trabalha como publicitário, produtor de conteúdo, crítico literário e cultural, editor, escritor e pesquisador acadêmico. Ricardo é especialista em Administração de Empresas, pós-graduado em Gestão da Inovação, bacharel em Comunicação Social, licenciando em Letras-Português e pós-graduando em Formação de Escritores.  

Bonas Histórias | blog de literatura, cultura e entretenimento | bonashistorias.com.br

Blog de literatura, cultura e entretenimento