• Ricardo Bonacorci

Filmes: O Céu Pode Esperar - O sucesso marcante de Warren Beatty


Há algumas semanas, assisti ao filme "O Céu Pode Esperar" (Heaven Can Wait: 1978). Esta comédia foi um grande sucesso na época do seu lançamento, alcançando uma bilheteria superior a US$ 80 milhões (em um tempo em que estes números eram significativos). Dirigido e estrelado por Warren Beatty, o longa-metragem elevou o nome do ator-diretor norte-americano ao estrelato em Hollywood. Com "O Céu Pode Esperar", Warren foi indicado ao Oscar como ator, diretor, produtor e roteirista, algo que apenas Orson Welles havia conseguido com "Cidadão Kane" (Citizen Kane: 1941). Para provar que não foi sorte, Warren Beatty repetiu o feito com "Reds" (Reds: 1981), três anos mais tarde.

Em "O Céu Pode Esperar", conhecemos o jogador de futebol americano Joe Pendleton (interpretado por Warren Beatty). Ele se preparava para o início da temporada quando morreu em um acidente automobilístico. Sua bicicleta foi atropelada por um carro na estrada.

Ao chegar ao céu, Joe gera um tumulto por não aceitar seu destino. O anjo responsável por conduzi-lo até ali, percebendo a revolta do rapaz, chama seu superior hierárquico para resolver o problema. Sr. Jordan (James Mason) decide checar se houve algum equívoco e constata o engano. Não era para Joe ter morrido. O anjo iniciante cometeu um erro grave.

Depois de muitas discussões, fica acertada a volta do jogador. Contudo, ele retorna a Terra após a sua cremação. Sem poder reviver em seu próprio organismo, a única alternativa é escolher um novo corpo onde Joe possa reencarnar. Não gostando das opções apresentadas, Joe combina com Sr. Jordan que voltará no corpo de um milionário, o Sr. Farnsworth. O ricaço foi assassinado pela esposa (Dyan Cannon) e pelo amante dela (Charles Grodin). Uma vez no novo corpo, Joe precisa fugir das tentativas de assassinato (a esposa e o amante dela não desistem) enquanto sonha em retornar para seu time de futebol americano.

"O Céu Pode Esperar" é um excelente filme. Ele mistura humor e crítica de costumes na medida certa. O pós-vida do personagem principal se torna perigoso e complicado. Nem sempre ser um milionário é uma coisa fácil. O grande mérito deste longa-metragem está em seu roteiro. Muito bem produzido, ele guia o filme de maneira certeira para seu clímax.

A atuação dos principais atores também é digna de elogio. Warren Beatty está muito bem acompanhado por Julie Christie, James Mason, Jack Warden, Charles Grodin e Dyan Cannon. Buck Henry, que compartilha a direção com Beatty, também faz uma ponta. A trilha sonora também se destaca, tornando as cenas ainda mais interessantes e divertidas.

O único ponto mais polêmico é o desfecho da trama. Ele é um tanto controverso. Acredito que muita gente pode se frustrar. Eu gostei. Achei-o plausível e adequado. Não havia alternativa mais pragmática para encerrar esta história incomum.

"O Céu Pode Esperar" conquistou um Oscar em 1979, o de melhor direção de arte. Ele acabara indicado em várias outras categorias: melhor filme, diretor, ator principal (Warren Beatty), ator coadjuvante (Jack Warden), atriz coadjuvante (Dyan Cannon), fotografia, roteiro adaptado e trilha sonora. Warren Beatty conquistaria seu Oscar três anos mais tarde com "Reds", de melhor diretor.

Veja o trailer de "O Céu Pode Esperar":

O que você achou deste post e do conteúdo do Blog Bonas Histórias? Não se esqueça de deixar seu comentário. Se você é fã de filmes novos ou antigos e deseja saber mais notícias da sétima arte, clique em Cinema. E aproveite também para curtir a página do Bonas Histórias no Facebook.

#WarrenBeatty

A Editora Pomelo é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Dança & Expressão é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Eduardo Villela é Eduardo Villela é book advisor e parceiro do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
BonaBelle Design & Organização é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Epifania Conteúdo Inteligente é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Keli Quitutes

Bonas Histórias

O Bonas Histórias é o blog de literatura, cultura e entretenimento desenvolvido por Ricardo Bonacorci desde 2014. Com um conteúdo multicultural (literatura, cinema, música, teatro, exposição e gastronomia), o Blog Bonas Histórias analisa as boas histórias contadas no Brasil e no mundo.

bonashistorias.com.br

Ricardo Bonacorci

Nascido na cidade de São Paulo, Ricardo Bonacorci tem 39 anos e trabalha como publicitário, produtor de conteúdo, crítico literário e cultural, editor, escritor e pesquisador acadêmico. Ricardo é especialista em Administração de Empresas, pós-graduado em Gestão da Inovação, bacharel em Comunicação Social, licenciando em Letras-Português e pós-graduando em Formação de Escritores.  

Bonas Histórias | blog de literatura, cultura e entretenimento | bonashistorias.com.br

Blog de literatura, cultura e entretenimento