• Ricardo Bonacorci

Filmes: Não Pare na Pista - A cinebiografia de Paulo Coelho


Para terminar o mês de setembro, nada melhor do que assistir à "Não Pare na Pista - A Melhor História de Paulo Coelho" (2013). Depois de ter lido e analisado, nos últimos trinta dias, as obras de Paulo Coelho, o último passo era ver o filme sobre sua vida. "Não Pare na Pista" é a cinebiografia do escritor. Esta produção hispano-brasileira teve um orçamento de 12,5 milhões de dólares e foi filmada entre abril e julho de 2013 no Rio de Janeiro e em Santiago de Compostela, na Espanha. A direção ficou a cargo de Daniel Augusto e o roteiro foi de Carolina Kotscho, de "Dois Filhos de Francisco" (2005) e "Flores Raras" (2012). O roteiro foi produzido por Kotscho depois de conversas e entrevistas realizadas com o próprio Paulo Coelho. Os atores que interpretaram o escritor foram Ravel Andrade (quando criança e adolescente) e Júlio Andrade (adulto).

O longa-metragem mostra três momentos da vida de Paulo Coelho: na década de 1960, quando ele era um adolescente problemático, na década de 1980, anos antes de estourar como compositor e escritor, e, por fim, no ano de 2013, quando o autor passa por uma cirurgia no coração e já é um best-seller mundial. Estes diferentes momentos são intercalados o tempo inteiro durante o filme.

Na infância e adolescência, passados na década de 1960, Paulo tem um péssimo relacionamento com o pai (interpretado por Enrique Díaz). O sonho do garoto é ser escritor. O patriarca acha que esta atividade não é uma profissão digna e rentável. O filho é introspectivo e tem vários complexos de inferioridade, o que só agrava a situação. Por isso, a família acaba internando Paulo duas vezes em um hospício no Rio de Janeiro. As sessões de choque e o tratamento clínico não mudam em nada a opinião do rapaz: ele quer ser escritor. Esta sua postura firme é vista como contestadora pelo pai, o que só piora ainda mais o relacionamento entre eles.

Na década de 1980, Paulo entra em várias seitas religiosas obscuras e se especializa em temas transcendentais como ufologia, telepatia, espiritismo. É a fase em que ele mergulha nas drogas, na orgia e nas bebidas. O resultado é que ele passa a produzir uma revista sobre estes temas. Um dia um jovem músico aparece em sua casa propondo uma parceria musical. O visitante é Raul Seixos (Lucci Ferreira). O sucesso como compositor leva Paulo Coelho a se tornar um importante executivo de uma gravadora. Ele passa a trabalhar de maneira conservadora, algo que sempre criticou. É nesta fase da vida em que ele conhece Christina Oiticicca (Fabiana Guglielmetti) e se casa com ela.

A reviravolta na trama acontece quando Coelho, apoiado pela esposa, viaja para a Europa e conhece seu mestre no RAM, um tipo de seita religiosa dentro do catolicismo. A partir daí, ele faz o Caminho de Santiago e lança o livro "Diário de um Mago" (Rocco). O sucesso definitivo demora mais um pouco. A aprovação do livro seguinte, "O Alquimista" (Planeta), seu grande sucesso, é recusado por uma editora, o que desanima o autor.

Em 2013, já vemos um autor consagrado e milionário. Ele continua casado com Christina e suas preocupações são mais mundanas: sair do hospital onde fora operado, chegar a uma festa e se livrar de um motorista chato. Mesmo assim, percebe-se que Coelho ainda é um homem influenciado pela fé e um tanto dependente dos rituais transcendentais.

"Não Pare na Pista" é um filme interessante. Ele consegue enfocar muito bem os principais momentos da vida do escritor. Para quem gosta de Raul Seixas, como eu, a trilha sonora é excelente. É possível compreender o sentido de boa parte das músicas criadas por Paulo Coelho e Raul Seixas na década de 1970.

A narrativa entrecortada com as três fases da vida do autor deixa a trama mais dinâmica, mas não sei se pode confundir quem não conheça mais a fundo a história de Paulo Coelho. Imagino que sim. Esta confusão fica mais clara na parte em que o protagonista faz o Caminho de Santiago e é acompanhado por um guia espiritual que não está presente fisicamente (apenas em pensamento) - diferentemente do que é abordado no livro "Diário de um Mago".

Ravel Andrade e Júlio Andrade conseguem convencer no papel principal. Eles são acompanhados por um bom elenco: Enrique Díaz, Fabiula Nascimento, Lucci Ferreira, Letícia Colin e Fabiana Guglielmetti. Fica evidente a boa escolha e preparação dos atores para o longa-metragem.

O principal aspecto negativo da obra é a visão unilateral da trama. O filme é uma autobiografia e não uma biografia. A história é contada unicamente sob o ponto de vista de Coelho. Assim, sua figura torna-se a única "certa", enquanto os demais personagens estão "errados". O pai, Pedro Souza, e o amigo Raul Seixas são retratados de maneira negativa, considerados como os vilões. Será mesmo que foram? Tenho minhas dúvidas.

Apesar da sua visão unilateral, "Não Pare na Pista - A Melhor História de Paulo Coelho" é um bom filme para quem quer conhecer melhor a vida de Paulo Coelho.

Veja o trailer deste longa-metragem:

O que você achou deste post e do conteúdo do Blog Bonas Histórias? Não se esqueça de deixar seu comentário. Se você é fã de filmes novos ou antigos e deseja saber mais notícias da sétima arte, clique em Cinema. E aproveite também para curtir a página do Bonas Histórias no Facebook.

#PauloCoelho #DanielAugusto #CarolinaKotscho #RavelAndrade #JúlioAndrade

A Editora Pomelo é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Dança & Expressão é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Eduardo Villela é Eduardo Villela é book advisor e parceiro do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
BonaBelle Design & Organização é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Epifania Conteúdo Inteligente é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Keli Quitutes

Bonas Histórias

O Bonas Histórias é o blog de literatura, cultura e entretenimento desenvolvido por Ricardo Bonacorci desde 2014. Com um conteúdo multicultural (literatura, cinema, música, teatro, exposição e gastronomia), o Blog Bonas Histórias analisa as boas histórias contadas no Brasil e no mundo.

bonashistorias.com.br

Ricardo Bonacorci

Nascido na cidade de São Paulo, Ricardo Bonacorci tem 39 anos e trabalha como publicitário, produtor de conteúdo, crítico literário e cultural, editor, escritor e pesquisador acadêmico. Ricardo é especialista em Administração de Empresas, pós-graduado em Gestão da Inovação, bacharel em Comunicação Social, licenciando em Letras-Português e pós-graduando em Formação de Escritores.  

Bonas Histórias | blog de literatura, cultura e entretenimento | bonashistorias.com.br

Blog de literatura, cultura e entretenimento