• Ricardo Bonacorci

Exposições: Santos-Dumont na Coleção Brasiliana - O Pai da Aviação


Impossível recordarmos o ano de 2016 e não nos lembrarmos com saudades dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. E um dos momentos mais emocionantes do evento esportivo foi sua festa de abertura. Nela, os brasileiros puderam mostrar sua cultura e sua brasilidade para todo o planeta. Uma das cenas mais marcantes da cerimônia realizada no Maracanã foi o surgimento de uma réplica real do 14-Bis. O avião criado por Santos-Dumont em 1906 alçou voo no centro do estádio e deu uma volta pelo céu noturno do Rio.

As imagens do antigo avião ganharam o mundo e mostraram a beleza da cidade carioca. Além disso, a escolha do brasileiro que é chamado até hoje de "Pai da Aviação" na Europa, em muitas antigas colônias francesas e no Brasil levantou velhas polêmicas nos Estados Unidos. Alguns telejornais norte-americanos voltaram a reafirmar que os inventores do avião são seus conterrâneos, os irmãos Wright. Para os jornalistas destes programas de notícias, a presença de Santos-Dumont na cerimônia de abertura das Olimpíadas não passou de um lapso ufanista dos organizadores brasileiros.

Diante deste acalorado (e interminável) debate, ficamos sempre na dúvida. Afinal, quem é o verdadeiro pioneiro na aviação: os norte-americanos ou o brasileiro que viveu vários anos na França?!

Para ajudar a esclarecer esta antiga questão e para explicar didaticamente o que aconteceu no início do século XX, o Itaú Cultural está com uma exposição chamada "Santos-Dumont na Coleção Brasiliana". Nesta mostra, os visitantes podem conferir a trajetória de Alberto Santos-Dumont da infância no interior de Minas Gerais (onde nasceu) e de São Paulo (onde foi criado) até sua morte. Cada período da vida do aviador está bem documentado. Destaque para a fase mais produtiva (e famosa) da carreira de Santos-Dumont. Este período foi vivido na capital francesa. Foi na Paris do início do século XX que as invenções do brasileiro foram apresentadas para o público. Os franceses ficaram maravilhados com os recordes superados pelas aeronaves construídas pelo mineiro.

O segundo andar do prédio do Itaú Cultural está totalmente dedicado a "Santos-Dumont na Coleção Brasiliana". Ali há fotos originais, documentos, cartas, réplicas de jornais e protótipos de algumas invenções do brasileiro (além do avião, ele foi, por exemplo, o idealizador do relógio de pulso como conhecemos hoje em dia). Além disso, em uma das salas há a apresentação de um filme-documentário sobre a vida e os legados do "Pai da Aviação". Vale a pena assisti-lo. No fim, para coroar a visita à exposição, o público pode conferir de perto uma réplica em tamanho real do Demoiselle, o melhor avião desenvolvido por Santos-Dumont.

Juntamente com a apresentação da mostra, o Itaú Cultural preparou alguns eventos utilizando a temática de Santos-Dumont. O principal deles é uma palestra marcada para hoje (quinta-feira, dia 19) que discutirá a relação entre empreendedorismo e inovação com a trajetória do aviador brasileiro mais famoso de todos os tempos. O bate-papo acontecerá às 19h na Sala Vermelha do centro cultural.

Santos-Dumont na Coleção Brasiliana" tem entrada gratuita e estará em cartaz até o dia 29 de janeiro. As visitações ocorrem de terça a domingo na unidade da Avenida Paulista do Itaú Cultural. O horário de funcionamento do centro cultural é das 9h às 20h de terça a sexta-feira e das 11h às 20h aos sábados, domingos e feriados.

Aos finais de semana e aos feriados, há visitas com educadores que explicam e comentam o acervo. Consulte os horários desta modalidade se esta for sua preferência. Não há restrições para a entrada de crianças. Pelo que vivenciei nesta semana, o público visitante é bem eclético. Havia, inclusive, muitos turistas estrangeiros no local. Não consegui identificar nenhum norte-americano...

Reserve ao menos uma hora e meia para percorrer com calma e com atenção todas as salas da mostra. Eu gostei bastante da exposição e acredito que muita gente gostará.

Gostou deste post e do conteúdo do Bonas Histórias? Deixe sua opinião sobre as matérias do blog. Para acessar as demais análises desta coluna, clique em Exposições. E não se esqueça de curtir a página do blog no Facebook.

#Mostra #Exposição #Fotografia #ArtesPlásticas #AlbertoSantosDumont

A Editora Pomelo é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Dança & Expressão é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Eduardo Villela é Eduardo Villela é book advisor e parceiro do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
BonaBelle Design & Organização é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Epifania Conteúdo Inteligente é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Keli Quitutes

Bonas Histórias

O Bonas Histórias é o blog de literatura, cultura e entretenimento desenvolvido por Ricardo Bonacorci desde 2014. Com um conteúdo multicultural (literatura, cinema, música, teatro, exposição e gastronomia), o Blog Bonas Histórias analisa as boas histórias contadas no Brasil e no mundo.

bonashistorias.com.br

Ricardo Bonacorci

Nascido na cidade de São Paulo, Ricardo Bonacorci tem 39 anos e trabalha como publicitário, produtor de conteúdo, crítico literário e cultural, editor, escritor e pesquisador acadêmico. Ricardo é especialista em Administração de Empresas, pós-graduado em Gestão da Inovação, bacharel em Comunicação Social, licenciando em Letras-Português e pós-graduando em Formação de Escritores.  

Bonas Histórias | blog de literatura, cultura e entretenimento | bonashistorias.com.br

Blog de literatura, cultura e entretenimento