• Ricardo Bonacorci

Filmes: Vida - A versão genérica de Alien


Vida (Life: 2017)

Neste final de semana, fui ao cinema para ver "Vida" (Life: 2017), ficção-científica do diretor sueco Daniel Espinosa, de "Crimes Ocultos" (Child 44: 2015) e "Protegendo o Inimigo" (Safe House: 2012). No elenco desta produção, que chegou ao circuito comercial brasileiro na semana passada, estão Jake Gyllenhaal, Ryan Reynolds, Rebecca Ferguson, Ariyon Bakare, Hiroyuki Sanada e Olga Dihovichnaya. Ou seja, é um time de respeito por trás do lançamento.

O filme de uma hora e quarenta e cinco minutos de duração é recheado com cenas de ação e de suspense. A plateia fica tensa em boa parte da sessão, querendo saber o que vai acontecer e torcendo pelos protagonistas contra o impiedoso inimigo. Contudo, a frustração do expectador é o resultado final deste longa-metragem. Tudo por causa da ausência de criatividade do enredo. Afinal, quem mandou copiar o roteiro de um clássico da ficção científica?!

Vida (Life: 2017)

Em "Vida", seis astronautas da agência espacial internacional recebem uma missão. Eles devem conduzir uma experiência científica no espaço com um tipo de vida extraterrena. O alienígena é ainda um ser unicelular. Ele foi coletado do solo de Marte em missões passadas. A descoberta encheu a equipe de alegria, afinal trata-se do primeiro ser vivo descoberto fora da Terra. Apesar de simples, o organismo marciano, chamado de Calvin, vai aos poucos crescendo e se desenvolvendo. A princípio, ele se parece mais com uma planta.

Entretanto, um acidente ocorrido, certa noite, no laboratório da agência especial faz com que Calvin deixe de evoluir e passe a hibernar. Para estimular novamente o pequeno ser vivo, o cientista Hugh Derry (Ariyon Bakare) começa a aplicar ondas de eletrochoque nele. Calvin se revolta contra aquela ação, que julga ser uma agressão contra si, e passa a atacar os astronautas da equipe. A partir deste momento, o pequeno marciano mostra ser um organismo complexo, muito inteligente e de rápido crescimento.

Vida (Life: 2017)

Assim, os seis astronautas precisam impedir que o monstro alienígena destrua a agência espacial e extermine todos por lá. Também é preciso tomar cuidado para que o extraterrestre não consiga escapar e, de alguma forma, embarcar em direção a Terra. Uma vez em nosso planeta, o poder de destruição do marciano é incalculável.

Quando lemos/vemos o enredo desse filme, a sensação que temos é de déjà vu. Infelizmente, o roteiro de "Vida" não é nada original! Ele é uma cópia escancarada de "Alien, O Oitavo Passageiro" (Alien: 1979). Por sinal, o clássico de Ridley Scott ganhará uma nova sequência nos próximos dias. O próprio diretor esteve à frente de "Alien - Covenant" (2017), que será lançado nos cinemas na segunda semana de maio. Ou seja, teremos uma overdose de novas versões de "Alien" nas telonas, algumas piratas e outras verdadeiras. "Vida", no caso, é uma cópia genérica.

Vida (Life: 2017)

O longa-metragem de Daniel Espinosa não é de todo ruim. Depois que Calvin passa a atacar os astronautas (o que acontece depois de meia hora do início da sessão), o filme ganha um ritmo alucinante. As cenas de perseguição, explosão e matança no interior da agência espacial não param mais de se suceder. A plateia precisa se prender na poltrona. É realmente muita ação e adrenalina até o final. Há também algumas reviravoltas na trama que surpreendem o público, principalmente no desfecho. A trilha sonora é contagiante, os efeitos visuais são aceitáveis e as interpretações do experiente elenco estão no nível esperado.

Qual o problema, então, deste filme?! Ele seria bom se não fosse tão banal. Para quem não viu "Alien, o Oitavo Passageiro", "Vida" pode até parecer uma boa opção em cartaz nos cinemas. Para isso, basta ignorar os vários erros de continuidade e os furos do roteiro. Aí sim, será possível se divertir na sessão. Já para aqueles que conhecem a versão original desta ideia, tudo parecerá repetitivo e frustrante. Para piorar, não há nenhuma cena marcante na nova produção, como em 1979, por exemplo, a de Sigourney Weaver desfilando de calcinha minúscula pela aeronave. Até mesmo a fisionomia de Calvin é muito similar a do Alien de Ridley Scott. Vai faltar imaginação assim em outro lugar!

Alien, O Oitavo Passageiro (Alien: 1979)

Só não saí do cinema revoltado porque já imagina que "Vida" seria uma versão genérica de "Alien". Isso ficou evidente para mim desde o trailer que assisti na semana retrasada. Por isso, não posso reclamar. Comprei gato por lebre já sentindo, na bilheteria, o cheiro do animal errado.

Veja o trailer de "Vida":

Agora, compare-o com o trailer do clássico de Ridley Scott e tire suas próprias conclusões:

Se você gostou deste post e do conteúdo do Blog Bonas Histórias, deixe um comentário aqui. Se você é fã de filmes novos e antigos e deseja saber mais notícias da sétima arte, clique em Cinema. E aproveite para curtir a página do Bonas Histórias no Facebook.


A Editora Pomelo é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Dança & Expressão é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Eduardo Villela é Eduardo Villela é book advisor e parceiro do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento

Bonas Histórias

O Bonas Histórias é o blog de literatura, cultura e entretenimento desenvolvido por Ricardo Bonacorci desde 2014. Com um conteúdo multicultural (literatura, cinema, música, teatro, exposição e gastronomia), o Blog Bonas Histórias analisa as boas histórias contadas no Brasil e no mundo.

bonashistorias.com.br

Ricardo Bonacorci

Nascido na cidade de São Paulo, Ricardo Bonacorci tem 39 anos e trabalha como publicitário, produtor de conteúdo, crítico literário e cultural, editor, escritor e pesquisador acadêmico. Ricardo é especialista em Administração de Empresas, pós-graduado em Gestão da Inovação, bacharel em Comunicação Social, licenciando em Letras-Português e pós-graduando em Formação de Escritores.  

Mandarina é a livraria diferenciada que está localizada em Pinheiros, na cidade de São Paulo
A Epifania Comunicação Integrada é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Psicorama é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
BonaBelle Design & Organização é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento