• Ricardo Bonacorci

Mercado Editorial: Os livros mais vendidos no Brasil em 2018


Não deve ser novidade para ninguém o fato de o mercado editorial brasileiro estar passando por uma crise extremamente grave. Os últimos anos não têm sido nada fáceis para ninguém. Basta olhar um pouco para os lados para ver os efeitos práticos da recessão que afeta todo o setor. Nos últimos meses, as lojas da FNAC em nosso país foram fechadas e o Grupo Abril precisou ser vendido por um preço simbólico para se livrar de suas dívidas milionárias. Além disso, a Livraria Saraiva entrou em recuperação judicial, várias editoras fecharam ou diminuíram consideravelmente de tamanho e a Livraria Cultura pediu recuperação judicial. Para onde se olha, nota-se a sangria. Segundo alguns especialistas, o mercado editorial brasileiro encolheu, nos últimos seis anos, entre 30% e 40%. Desconheço um segmento da economia que tenha sido tão afetado assim neste mesmo período.

Diante desse cenário desolador, resolvi analisar os livros mais vendidos em nosso país no ano passado. E, curiosamente, minha desolação só aumentou quando vi a lista dos best-sellers das livrarias nacionais. Além de estar comprando menos livros, os brasileiros e as brasileiras (se é para falar de crise e ficar deprimido, então vamos parafrasear José Sarney) continuam com seu gosto literário um tanto peculiar. Eles adoram livros de autoajuda, obras religiosas e publicações escritas por youtubers famosos. Em 2018, essas três categorias monopolizaram as primeiras posições do ranking dos mais vendidos. Em contrapartida, os leitores brasileiros parecem não ter muito interesse pelas narrativas ficcionais. Os romances nacionais são artigos raros nas compras feitas em nossas livrarias.

Curiosamente, tivemos uma única ficção (ficção de verdade!) entre as 12 obras mais comercializadas no país em 2018. Não me lembro se alguma vez havia acontecido isso antes. E esse livro, acredite se quiser, não é um romance e sim uma coletânea de contos. Ou seja, quem antes se preocupava com o domínio dos romances de língua inglesa em nossas livrarias, saiba que agora nem isso os brasileiros estão lendo mais. Será que a tão anunciada morte dos romances está, enfim, mostrando sua face?

Entre os best-sellers das livrarias brasileiras, temos seis obras de autoajuda. “A Sutil Arte de Ligar o Foda-se” (Intrínseca), do norte-americano Mark Manson, ficou em primeiro lugar, com quase meio milhão de unidades vendidas de janeiro a dezembro. O livro explica para o leitor como este deve fazer para ter uma vida melhor (ah, tá!).

Logo em seguida, ainda entre as autoajudas, vieram “O Milagre da Manhã” (BestSeller), de Hal Elrod (terceira posição no geral), “Seja Foda!” (Buzz), de Caio Carneiro (quarto lugar), “O Poder da Ação” (Gente), de Paulo Vieira (sexto no geral), “O Poder do Hábito” (Objetiva), de Charles Duhigg (nono lugar) e “O Poder da Autorresponsabilidade” (Gente), de Paulo Viera (décima posição). Eles falam, respectivamente, da importância de se acordar cedo (hum!), de como você pode conquistar tudo o que deseja (sério?), da receita prática para a realização profissional (oh!), da força dos hábitos na vida de pessoas bem-sucedidas (interessante!) e de como se faz para assumir as rédeas da própria vida (ah!).

Ou seja, metade da lista dos 12 mais vendidos é formada por obras de autoajuda. Pelo visto, 2018 foi um ano péssimo não apenas para as editoras e livrarias, mas para os leitores também. Do contrário, por que eles estariam tão ávidos por textos que os ajudassem a ser mais felizes, importantes e bem-sucedidos?

Em seguida, temos as publicações desenvolvidas por youtubers. E ninguém vendeu mais em 2018, nesta categoria, do que Luccas Neto e Felipe Neto (não, eles não são parentes!). O primeiro estreou na literatura com “As Aventuras na Netoland com Luccas Neto” (Pixel), um livro infanto-juvenil. Este título terminou o ano na segunda posição entre os mais comercializados. Foram quase 400 mil exemplares vendidos. E Felipe Neto, um já habitual frequentador dos best-sellers, publicou “Felipe Neto - A Vida por Trás das Câmeras” (Pixel), uma espécie de autobiografia. O livro ficou no oitavo lugar no geral.

Os livros religiosos vêm na sequência. Destaques para “Combate Espiritual” (Petra), do padre Reginaldo Manzotti (quinta posição) e “Propósito” (Sextante), de Sri Prem Baba (décimo segundo lugar).

E o que sobra da lista dos best-sellers se excluirmos autoajuda, youtuberbooks e religiosos? Restam apenas dois títulos das outras categorias. “Sapiens” (L&PM), de Yuval Noah Harari, é um interessante trabalho científico sobre a evolução da espécie humana. Em 2017, este livro ficou na segunda posição no geral. No ano passado, terminou na ótima sexta posição. É incrível perceber que um estudo acadêmico-científico tenha ficado dois anos entre os mais vendidos no Brasil.

E a outra obra é “Textos Cruéis Demais para Serem Lidos Rapidamente” (Globo Alt), coletânea de contos e crônicas de Igor Pires da Silva e Gabriela Barreira. A proposta da publicação nasceu de um coletivo literário da Internet que unia prosa, poesia e ilustração. Esta é a única ficção adulta na lista.

Veja, a seguir, o ranking dos 12 livros mais vendidos em 2018 aqui no Brasil. Os dados são do PublishNews, a fonte mais confiável atualmente do mercado editorial nacional. O PublishNews faz seu levantamento nas principais redes de livrarias do país. Confira:

1) A Sutil Arte de Ligar o Foda-se - Mark Manson (Estados Unidos) - Intrínseca - 439 mil unidades.

2) As Aventuras na Netoland com Luccas Neto - Luccas Neto (Brasil) - Pixel - 377 mil unidades.

3) O Milagre da Manhã - Hal Elrod (Estados Unidos) - BestSeller - 189 mil unidades.

4) Seja Foda! - Caio Carneiro (Brasil) - Buzz - 165 mil unidades.

5) Combate Espiritual - Padre Reginaldo Manzotti (Brasil) - Petra - 148 mil unidades.

6) Sapiens - Yuval Noah Harari (Israel) - L&PM - 141 mil unidades.

7) O Poder da Ação - Paulo Vieira (Brasil) - Gente - 141 mil unidades.

8) O Poder do Hábito - Charles Duhigg (Estados Unidos) - Objetiva - 125 mil unidades.

9) Felipe Neto: A Vida por Trás das Câmeras - Felipe Neto (Brasil) - Pixel - 125 mil unidades.

10) O Poder da Autorresponsabilidade - Paulo Vieira (Brasil) - Gente - 119 mil unidades.

11) Textos Cruéis Demais para Serem Lidos Rapidamente - Igor Pires da Silva e Gabriela Barreira (Brasil) – Globo Alt - 110 mil unidades.

12) Propósito - Sri Prem Baba (Brasil) - Sextante - 108 mil unidades.

Realmente, estamos vivendo uma séria crise no mercado editorial brasileiro.

Gostou deste post e do conteúdo do Blog Bonas Histórias? Se você se interessa por informações do mercado editorial, deixe aqui seu comentário. Para acessar outras notícias dessa área, clique em Mercado Editorial. E aproveite para curtir a página do Bonas Histórias no Facebook.

#MaisVendidos #MercadoEditorial #Livros

A Editora Pomelo é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Dança & Expressão é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Eduardo Villela é Eduardo Villela é book advisor e parceiro do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
BonaBelle Design & Organização é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Epifania Conteúdo Inteligente é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Keli Quitutes

Bonas Histórias

O Bonas Histórias é o blog de literatura, cultura e entretenimento desenvolvido por Ricardo Bonacorci desde 2014. Com um conteúdo multicultural (literatura, cinema, música, teatro, exposição e gastronomia), o Blog Bonas Histórias analisa as boas histórias contadas no Brasil e no mundo.

bonashistorias.com.br

Ricardo Bonacorci

Nascido na cidade de São Paulo, Ricardo Bonacorci tem 39 anos e trabalha como publicitário, produtor de conteúdo, crítico literário e cultural, editor, escritor e pesquisador acadêmico. Ricardo é especialista em Administração de Empresas, pós-graduado em Gestão da Inovação, bacharel em Comunicação Social, licenciando em Letras-Português e pós-graduando em Formação de Escritores.  

Bonas Histórias | blog de literatura, cultura e entretenimento | bonashistorias.com.br

Blog de literatura, cultura e entretenimento