• Ricardo Bonacorci

Desafio Literário de maio/2019: Chimamanda Ngozi Adichie


No mês passado, analisamos no Desafio Literário a carreira, as obras e o estilo marcante de José Saramago, um dos principais romancistas da língua portuguesa. Agora, vamos investigar, no Bonas Histórias, a literatura de Chimamanda Ngozi Adichie, uma das escritoras mais famosas da atualidade. A nigeriana de 41 anos se tornou mundialmente conhecida na última década por sua militância em prol do feminismo. Algumas de suas publicações viraram best-sellers internacionais. Passagens de seu texto foram incorporadas ao repertório musical de Beyoncé, o que catapultou o nome da escritora para o universo dos ícones pop. Recebida na Casa Branca por Barack Obama, que não se cansava de elogiá-la, Adichie se transformou em uma das faces mais populares da moderna literatura africana.

Nascida em Enugu, no sul da Nigéria, Chimamanda Ngozi Adichie foi criada em Nsukka, cidade universitária onde seus pais trabalhavam. Na adolescência, se mudou para os Estados Unidos para cursar faculdade. Após se formar em Comunicação e Ciências Políticas, concluiu seu mestrado em Escrita Criativa. Com os diplomas em mão, deu início a carreira de romancista profissional. Até então, ela só havia publicado timidamente uma coletânea de poemas e uma peça teatral. Há alguns anos, Adichie voltou a morar na Nigéria. Casada com um médico nigeriano e tendo uma filha pequena, a escritora se divide entre passagens em seu país natal, onde leciona em oficinas de escrita literária e onde atua na administração de universidades locais, e os Estados Unidos.

A primeira fase da carreira literária profissional de Chimamanda Ngozi Adichie foi alicerçada nos romances. Entre 2003 e 2013, ela publicou quatro livros. Três eram romances, “Hibisco Roxo” (Companhia das Letras), de 2003, “Meio Sol Amarelo” (Companhia das Letras), de 2006, e “Americanah” (Companhia das Letras), de 2013, e um era uma coletânea de contos, “No Seu Pescoço” (Companhia das Letras), de 2009. Essas obras renderam vários prêmios literários internacionais para a autora. O reconhecimento da crítica e do público para seu trabalho foi quase que imediato. “Americanah”, seu maior sucesso até hoje, ficou várias semanas entre os romances mais vendidos nas livrarias norte-americanas e entrou na lista do New York Times das melhores obras de 2013.

Em 2012, Adichie fez uma palestra no TED chamada de “Sejamos Todos Feministas”. O vídeo viralizou nos Estados Unidos e na Nigéria. De repente, a autora conseguiu falar com um público maior e diferente do que estava acostumada em seus livros. Empolgada com a repercussão positiva da palestra, a escritora lançou, em 2014, um livreto com o mesmo nome. Era o início da segunda fase de sua carreira, a dos ensaios com pegada feminista. Depois de “Sejamos Todos Feministas” (Companhia das Letras), Chimamanda Ngozi Adichie lançou, em 2017, “Para Educar Crianças Feministas” (Companhia das Letras). Por serem livrinhos pequenos e com uma temática popular, logo se tornaram sucesso nas livrarias dos quatro cantos do mundo. E, assim, autora passou a ser uma das principais vozes do feminismo.

Este é um pequeno resumo da biografia, da carreira e das obras de Chimamanda Ngozi Adichie. Para ser sincero, não conheço muito mais do que isso sobre ela para escrever no post de hoje do Bonas Histórias. Porém, a ideia é que essa ignorância da minha parte seja desfeita em menos de trinta dias. A proposta do Desafio Literário de maio é descortinar todos os aspectos da literatura da principal escritora nigeriana da atualidade. Para tal, vou ler, nas próximas quatro semanas, os seis livros de Adichie. E aí, no antepenúltimo dia do mês, poderei regressar ao blog para apresentar uma visão completa e profunda do estilo literário desta autora.

Que tal a proposta de maio do Desafio Literário, hein? Confesso que estou empolgado para começar a ler agora mesmo as publicações de Chimamanda Ngozi Adichie. Se você quiser me acompanhar nessa aventura, saiba que você está desde já convidado(a). Para ajudar na programação das leituras dos fãs do blog, segue o calendário deste mês de publicação dos posts.

Programação de maio/2019 - Desafio Literário do Blog Bonas Histórias:

- 5 de maio - Análise de “Hibisco Roxo”.

- 9 de maio - Análise de “Meio Sol Amarelo”.

- 13 de maio - Análise de “No Seu Pescoço”.

- 17 de maio - Análise de “Americanah”.

- 21 de maio - Análise de “Sejamos Todos Feministas”.

- 25 de maio - Análise de “Para Educar Crianças Feministas”.

- 29 de maio - Análise Literária de Chimamanda Ngozi Adichie.

Boa leitura e bom Desafio Literário de maio para todos!

Gostou da seleção de autores e de obras do Desafio Literário? Que tal o Blog Bonas Histórias? Seja o(a) primeiro(a) a deixar um comentário aqui. Para saber mais sobre as Análises Literárias do blog, clique em Desafio Literário. E não deixe de curtir a página do Bonas Histórias no Facebook.

#LiteraturaContemporânea #LiteraturaNigeriana #ChimamandaNgoziAdichie #LiteraturaAfricana

A Editora Pomelo é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Dança & Expressão é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Eduardo Villela é Eduardo Villela é book advisor e parceiro do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
BonaBelle Design & Organização é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Epifania Conteúdo Inteligente é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Keli Quitutes

Bonas Histórias

O Bonas Histórias é o blog de literatura, cultura e entretenimento desenvolvido por Ricardo Bonacorci desde 2014. Com um conteúdo multicultural (literatura, cinema, música, teatro, exposição e gastronomia), o Blog Bonas Histórias analisa as boas histórias contadas no Brasil e no mundo.

bonashistorias.com.br

Ricardo Bonacorci

Nascido na cidade de São Paulo, Ricardo Bonacorci tem 39 anos e trabalha como publicitário, produtor de conteúdo, crítico literário e cultural, editor, escritor e pesquisador acadêmico. Ricardo é especialista em Administração de Empresas, pós-graduado em Gestão da Inovação, bacharel em Comunicação Social, licenciando em Letras-Português e pós-graduando em Formação de Escritores.  

Bonas Histórias | blog de literatura, cultura e entretenimento | bonashistorias.com.br

Blog de literatura, cultura e entretenimento