• Ricardo Bonacorci

Recomendações: Retrospectiva - Melhores filmes do Bonas Histórias em 2017


Na semana passada, começamos a Retrospectiva de 2017 do Bonas Histórias. Naquela oportunidade, apresentamos a lista dos melhores livros que foram analisados aqui no blog no ano passado. Agora é a vez de repetirmos a dose, mas com os longas-metragens. Afinal, quais foram os filmes mais interessantes lançados em 2017? Essa é a pergunta que nos fizemos nesse início de janeiro e que precisa ser respondida neste post.


Ao longo de 2017, a coluna Cinema analisou criticamente 35 filmes. Desses, a maioria (75%) era formada por produções recentes, que estiveram em cartaz nos cinemas nacionais. A outra parte (25%) foi composta por filmes clássicos, disponíveis em DVD. A lista dos melhores reúne apenas o primeiro grupo - os títulos lançados nos cinemas na última temporada.


Aí vai o Top 10 dos filmes que mais gostei em 2017:


10º lugar: O Rei do Show (The Greatest Showman: 2017)

O “Rei do Show é o musical que representou a estreia de Michael Gracey na direção cinematográfica. Estrelado por Hugh Jackman, o filme é a cinebiografia do empresário norte-americano P. T. Barnum, fundador do Ringling Bros. and Barnum & Bailey Circus, o primeiro circo moderno. O longa-metragem mostra os altos e os baixos da carreira e da vida do homem que revolucionou a arte circense.


9º lugar: A Love You (2015)

"A Love You" (é assim mesmo que se escreve o título do filme!) é a comédia romântica francesa que passou rapidamente pelos cinemas brasileiros no ano passado. Na estreia de Paul Lefèvre na direção e no roteiro, assistimos a uma interessante e divertida trama de dois amigos (interpretados por Antoine Gouy e pelo próprio Paul Lefèvre) em busca do grande amor de suas vidas.


8º lugar: Fragmentado (Split: 2017)

Em Fragmentado, o novo filme de Manoj Night Shyamalan, diretor especialista em produções de terror e suspense, acompanhamos um protagonista que sofre de múltiplas personalidades (Transtorno Dissociativo de Identidade, no jargão da psiquiatria). Interpretado por James McAvoy, o anti-herói aprisiona três adolescentes em sua casa. A partir daí, inicia-se uma narrativa tensa e dramática.


7º lugar: Corra! (Get Out: 2017)

Corra!” é um dos filmes mais surpreendentes da última temporada. Orçado em apenas US$ 4,5 milhões (uma miséria para os padrões de Hollywood), este thriller psicológico de Jordan Peele é original e sagaz. Nele, um jovem negro (Daniel Kaluuya) precisa conhecer a família de sua namorada branca (Allison Williams). O que era para ser um final de semana agradável se transforma em um pesadelo inimaginável para o rapaz.


6º lugar: Clash (Eshtebak: 2016)

Clashé o filme egípcio do diretor Mohamed Diad que representou seu país no Oscar do ano passado. Sua trama aborda o período tumultuado que o Egito passou em 2013, quando as ruas do Cairo foram invadidas por uma multidão revoltada com o governo. No meio da confusão, dois jornalistas da Associated Press cobrem os acontecimentos enquanto precisam sobreviver à radicalização política.


5º lugar: Estrelas Além do Tempo (Hidden Figures: 2016)

Baseado em fatos reais, Estrelas Além do Tempo é o drama do diretor Theodore Melfi que concorreu ao Oscar do ano passado na categoria melhor filme. O longa-metragem mostra os preconceitos racial e sexista dentro da NASA na década de 1960. Em meio à disputa com os soviéticos pela dianteira na corrida espacial, a agência norte-americana segregava as mulheres negras, mesmo quando elas realizavam serviços essenciais.


4º lugar: Em Ritmo de Fuga (Baby Driver: 2017)

Outra grata surpresa de 2017 foi Em Ritmo de Fuga. Neste thriller de Edgar Wright, diretor especializado em mesclar o gênero policial/ação com comédia, assistimos ao casamento perfeito entre música e cinema. O protagonista da trama é um rapaz com problemas mentais (interpretado por Alsel Elgort) que leva a vida como motorista de uma gangue perigosa. Isso até ele se apaixonar pela primeira vez.


3º lugar: Cidadão Ilustre (El Ciudadano Ilustre: 2016)

O melhor longa-metragem sul-americano do ano passado foi Cidadão Ilustre, comédia dos diretores portenhos Mariano Cohn e Gáston Duprat. Nessa produção, um premiado escritor argentino vencedor do Nobel de Literatura (interpretado por Oscar Martinez) volta depois de muitos anos para sua cidade natal, no interior do país. O regresso da ilustre figura provoca muitas confusões no pequeno povoado argentino.


2º lugar: Mãe! (Mother!: 2017)

O novo filme do diretor Darren Aronofsky é uma obra-prima do surrealismo. Protagonizado por Jennifer Lawrence e Javier Bardem, Mãe!enfoca o drama de um casal que mora em uma residência isolada e que vive uma crise conjugal. As coisas só pioram quando, no meio da madrugada, um visitante bate à porta precisando de abrigo. A visita misteriosa irá precipitar acontecimentos inimagináveis naquela casa.


1º lugar: La La Land (2016)

Mesmo não ganhando o Oscar do ano passado, o melhor filme de 2017 para mim é o musical La La Land. Dirigido por Darren Aronofsky e estrelado por Emma Stone e Ryan Gosling, esse drama mostra os descaminhos de um casal apaixonado. Com referências à história do cinema e com excelentes cenas dançantes, a narrativa apresenta o quanto a realidade pode ser dura para os sonhadores.


No mês que vem, continuaremos a Retrospectiva de 2017 com mais dois posts: um com a lista das melhores exposições visitadas no ano passado e outro com as melhores peças teatrais assistidas na última temporada. Não perca as novidades da coluna Recomendações nas próximas semanas!


Gostou deste post do Bonas Histórias? Para acessar a lista completa dos melhores livros, filmes, peças teatrais e exposições dos últimos três anos, clique em Recomendações. E não se esqueça de deixar aqui seus comentários sobre o conteúdo do blog. Siga também a página do Bonas Histórias no Facebook.

A Editora Pomelo é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Dança & Expressão é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Eduardo Villela é Eduardo Villela é book advisor e parceiro do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
BonaBelle Design & Organização é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Epifania Conteúdo Inteligente é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Keli Quitutes

Bonas Histórias

O Bonas Histórias é o blog de literatura, cultura e entretenimento desenvolvido por Ricardo Bonacorci desde 2014. Com um conteúdo multicultural (literatura, cinema, música, teatro, exposição e gastronomia), o Blog Bonas Histórias analisa as boas histórias contadas no Brasil e no mundo.

bonashistorias.com.br

Ricardo Bonacorci

Nascido na cidade de São Paulo, Ricardo Bonacorci tem 39 anos e trabalha como publicitário, produtor de conteúdo, crítico literário e cultural, editor, escritor e pesquisador acadêmico. Ricardo é especialista em Administração de Empresas, pós-graduado em Gestão da Inovação, bacharel em Comunicação Social, licenciando em Letras-Português e pós-graduando em Formação de Escritores.  

Bonas Histórias | blog de literatura, cultura e entretenimento | bonashistorias.com.br

Blog de literatura, cultura e entretenimento