• Ricardo Bonacorci

Desafio Literário de outubro/2019: Gabriel García Márquez


O Estrangeiro Albert Camus

Gabriel García Márquez, escritor colombiano que está entre os grandes nomes da ficção do século XX, será o autor analisado no Desafio Literário de outubro. Vencedor do Nobel de Literatura de 1982, García Márquez é considerado o principal representante do realismo mágico latino-americano. Sua obra-prima, “Cem Anos de Solidão” (Record), é até hoje um dos livros mais traduzidos e lidos no mundo. Há quem aponte (merecidamente) esse título como o mais simbólico da língua espanhola, depois de “Dom Quixote de La Mancha” (Abril). Só por essas particularidades, a escolha do escritor colombiano para integrar nossos estudos já se justifica. Ele será o terceiro Nobel de Literatura a participar dessa temporada do Desafio Literário. Vale lembrar que José Saramago (Portugal) e Orhan Pamuk (Turquia) foram analisados no Bonas Histórias em abril e julho, respectivamente.

Nascido em Aracataca (norte da Colômbia), em 1927, Gabriel García Márquez faleceu na Cidade do México (onde morava há décadas), em 2014. Aos 87 anos, ele sofria de demência, o que o impossibilitava de escrever e de dar entrevistas nos últimos anos. Seu romance derradeiro, “Memórias de Minhas Putas Tristes” (Record), é de 2004. Essa obra é o vigésimo quinto livro ficcional do autor, que também produziu alguns títulos não ficcionais, principalmente crônicas jornalísticas.

Sua estreia na literatura aconteceu, em 1955, com a publicação de “A Revoada: O Enterro do Diabo” (Record). Naquele mesmo ano, “Relato de Um Náufrago” (Record) foi lançado em capítulos no jornal El Espectador. Apenas mais tarde, quando o autor já se tornara popular na Colômbia, essa história seria editada em livro e vendida nas livrarias. Com “Ninguém Escreve ao Coronel” (Record), novela de 1961, Gabriel García Márquez tornou-se um autor conhecido nacionalmente. Porém, a sua fama só ultrapassaria as fronteiras colombianas a partir de 1967, com a publicação do incontestável “Cem Anos de Solidão”. Era o início da carreira internacional do escritor.

Livros de Gabriel García Márquez

As décadas de 1980 e 1990 representaram o auge da popularidade de García Márquez, uma das figuras mais carismáticas da literatura contemporânea. Das suas obras produzidas nesse período, destacam-se “Crônica de Uma Morte Anunciada” (Record), de 1981 (lançado um ano antes do recebimento do Nobel) e “O Amor no Tempos de Cólera” (Record), de 1985. Vale a pena lembrar que além de novelas, romances e crônicas, o colombiano também produziu contos. “Olhos do Cão Azul” (Record), de 1972, e “Doze Contos Peregrinos” (Record), de 1992, são as mais famosas coletâneas desse gênero.

O mais interessante do portfólio de Gabriel García Márquez é que, como um Nobel, ele foi publicado quase integralmente em português (algo que dificilmente acontece quando o autor não é tão premiado). Assim, o leitor brasileiro não tem dificuldades para encontrar hoje em dia os livros deste escritor. A maioria está no catálogo atual das livrarias e um ou outro mais antigo pode ser achado facilmente nos sebos.

Feita essa pequena introdução, garanto que estou preparado para estudar seis das principais obras de García Márquez nas próximas quatros semanas. Os livros escolhidos para a análise do Desafio Literário são: “Relato de Um Náufrago”, “Ninguém Escreve ao Coronel”, “Cem Anos de Solidão”, “Crônica de Uma Morte Anunciada”, “O Amor no Tempos de Cólera” e “Memórias de Minhas Putas Tristes”. Após essas leituras, construirei, em um post específico, o perfil estilístico de Gabriel García Márquez.

Gabriel García Márquez

Confira, abaixo, o calendário de posts sobre esse autor do Bonas Histórias de outubro:

- 6 de outubro - Análise de “Relato de Um Náufrago” (Record)

- 10 de outubro – Análise de “Ninguém Escreve ao Coronel” (Record)

- 14 de outubro – Análise de “Cem Anos de Solidão” (Record)

- 18 de outubro – Análise de “Crônica de Uma Morte Anunciada” (Record)

- 22 de outubro – Análise de “O Amor no Tempos de Cólera” (Record)

- 26 de outubro – Análise de “Memórias de Minhas Putas Tristes” (Record)

- 30 de outubro – Análise da Literatura de Gabriel García Márquez

E aí, preparado(a) para me acompanhar na investigação de um dos nomes mais importantes da literatura da segunda metade do século XX? Saiba que você é minha companhia nessa viagem empolgante pelo universo ficcional de Gabriel García Márquez. Já no próximo domingo, voltarei ao Bonas Histórias para postar minhas impressões sobre “Relato de Um Náufrago”. Bom Desafio Literário para todos!

Gostou da seleção de autores e de obras do Desafio Literário? Que tal o Blog Bonas Histórias? Seja o(a) primeiro(a) a deixar um comentário aqui. Para saber mais sobre as Análises Literárias do blog, clique em Desafio Literário. E não deixe de curtir a página do Bonas Histórias no Facebook.

#GabrielGarcíaMárquez #RealismoMágico #LiteraturaColombiana #LiteraturaClássica

A Editora Pomelo é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Dança & Expressão é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Eduardo Villela é Eduardo Villela é book advisor e parceiro do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento

Bonas Histórias

O Bonas Histórias é o blog de literatura, cultura e entretenimento desenvolvido por Ricardo Bonacorci desde 2014. Com um conteúdo multicultural (literatura, cinema, música, teatro, exposição e gastronomia), o Blog Bonas Histórias analisa as boas histórias contadas no Brasil e no mundo.

bonashistorias.com.br

Ricardo Bonacorci

Nascido na cidade de São Paulo, Ricardo Bonacorci tem 39 anos e trabalha como publicitário, produtor de conteúdo, crítico literário e cultural, editor, escritor e pesquisador acadêmico. Ricardo é especialista em Administração de Empresas, pós-graduado em Gestão da Inovação, bacharel em Comunicação Social, licenciando em Letras-Português e pós-graduando em Formação de Escritores.  

Mandarina é a livraria diferenciada que está localizada em Pinheiros, na cidade de São Paulo
BonaBelle Design & Organização é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Epifania Comunicação Integrada é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento