• Ricardo Bonacorci

Mercado Editorial: Livros - Lançamentos em setembro e outubro de 2020


Pouco a pouco, o mercado editorial brasileiro vai se aquecendo. Porém, é inegável que os números e a qualidade de lançamentos estão bem distantes de, por exemplo, um ano atrás. Em outras palavras, a temperatura subiu um pouquinho, mas ainda é possível sentir o ar glacial rondando alguns corredores das livrarias e várias salas de reuniões das principais editoras do país. Apesar do marasmo insistente do setor desde março, vou apontar, no post de hoje da coluna Mercado Editorial, os livros de ficção e as coletâneas poéticas mais relevantes publicados no Brasil nos últimos dois meses (no caso, em setembro e outubro).


Nas prateleiras dos títulos ficcionais, nossas editoras estão dando preferência para as republicações de clássicos estrangeiros. Esta tendência já foi identificada pelo Bonas Histórias há alguns meses. Basta olhar os posts dos lançamentos de maio e junho e dos lançamentos de julho e agosto para comprovar esta prática. Neste bimestre especificamente, assistimos à publicação de novas traduções dos cânones de Goethe, Henry James, Hermann Hesse, Juan Rulfo, Liev Tolstói, Luigi Pirandello, Samuel Beckett, entre outros.


De novidade mesmo na literatura internacional, posso apontar oito livros (sete romances e uma novela) de autores contemporâneos de enorme talento. Dessa pequena lista, metade é composta por obras de escritores latino-americanos. São os casos das mais recentes narrativas longas das chilenas Alia Trabucco Zerán e Alejandra Costamagna, do cubano Leonardo Padura e do argentino Santiago H. Amigorena. Este quarteto está, indiscutivelmente, entre as principais figuras da literatura contemporânea em língua espanhola.


Entre as boas ficções vindas de fora da América Latina, destaco os romances do congolês Alain Mabanckou e do norte-americano Josiah Bancroft. De Portugal, mais precisamente da encantadora Ilha da Madeira, recomendo a última novela de José Viera, pseudônimo da talentosa Teresa Viera Lobo. Na literatura infantil, a novidade é o lançamento do livro infantil da polonesa Olga Tokarczuk, vencedora do Prêmio Nobel de Literatura de 2018.

Quando olhamos para a literatura brasileira, as principais novidades são os romances de Paloma Vidal, Giovana Madalosso, Márcio El-Jaick, Luiz Azevedo, Wagner G. Barreira e Ana Cristina Braga Martes, a coletânea de contos de Edu Carvalho e o título infantil de Emicida (sim, o rapper!).


Nas outras áreas literárias, as surpresas deste bimestre vão para o aumento do número de livros de poesia (isto é, se compararmos com o que vinha sendo lançado nos dois bimestres anteriores) e a enxurrada de novas obras infantojuvenis (este é o único segmento que não diminuiu a quantidade de publicações durante a pandemia – pelo contrário, cresceu sensivelmente).


Confesso envergonhado que não consigo justificar com precisão nenhum destes dois fatos. Talvez o que tenha ocorrido (aqui vão algumas hipóteses minhas, tá?) com a poesia foi um redimensionamento natural do número de lançamentos: como se estava publicando menos, aumentou-se, com o iminente encerramento das medidas de distanciamento social, um pouco a quantidade de publicações deste gênero. Já no caso da literatura infantil, trata-se de uma excelente oportunidade de mercado (que as editoras parecem estar aproveitando ao máximo). Com a criançada há meses sem aulas em quase todo o país, as vendas direcionadas a este público não param de crescer. Por isso, a proliferação de novos títulos para a meninada.


Para ninguém perder os principais lançamentos do mercado editorial, preparei uma lista com os novos livros que chegaram às livrarias brasileiras neste bimestre. Entre títulos ficcionais (romances, novelas, coletâneas de contos e de crônicas, ensaios e literatura infantojuvenil) e coletâneas poéticas, 100 obras foram publicadas em setembro e outubro de 2020 no Brasil. Confira, a seguir, a listagem completa:


Ficção Brasileira:

“Pré-História” (7 Letras) – Paloma Vidal – Romance – 128 páginas.

“Suíte Tóquio” (Todavia) – Giovana Madalosso – Romance – 208 páginas.

“Horas Vagas” (Edições GLS) – Márcio El-Jaick – Romance – 184 páginas.

“A Manipulação das Ostras” (Figura de Linguagem) – Luiz Azevedo – Romance – 130 páginas.

“Demerara” (Instante) – Wagner G. Barreira – Romance – 160 páginas.

“A Origem da Água” (Confraria do Vento) – Ana Cristina Braga Martes – Romance – 196 páginas.

“O Ateneu” (Hedra) – Raul Pompeia – Romance Ilustrado – 364 páginas.

“Algum Amor” (Penalux) – Luiz Biajoni – Novela – 100 páginas.

“Da Vida Nas Ruas ao Teto dos Livros” (Pallas) – Clarice Fortunato – Novela – 80 páginas.

“Sete Dias Para o Fim do Mundo” (Planeta) – Daniel Bovolento – Novela – 63 páginas.

“Estão Matando os Meninos” (Iluminuras) – Raimundo Carreiro – Coletânea de Contos – 128 páginas.

“Na Curva do S – Histórias da Rocinha” (Todavia) – Edu Carvalho – Coletânea de Contos – 72 páginas.

“Quase Música” (7 Letras) – Luiza Maria Camargo Xavier – Coletânea de Contos – 88 páginas.

“O Espetáculo da Ausência” (Patuá) – Ney Anderson – Coletânea de Contos – 174 páginas.

“O Velho que Não Sente Frio e Outras Histórias” (Jabuticaba) – Daniel Francoy – Coletânea de Contos – 80 páginas.

“Contos de Monteiro Lobato” (Editora da Unicamp) – Monteiro Lobato – Coletânea de Contos – 144 páginas.

“Cronicamente” (Patuá) – Marcella Mattar – Coletânea de Crônicas – 152 páginas.

“Almanaque do Marcelo – E da Turma da Nossa Rua” (Salamandra) – Ruth Rocha & Mariana Rocha – Literatura Infantojuvenil – 128 páginas.

“Sete Cordéis para Sete Cantigas” (Edição do Autor) – Cristiano Gouveia – Literatura Infantojuvenil – 108 páginas.

“Socorro em: Uma Vida Nada Fácil” (Escarlate) – Silvana Rando – Literatura Infantojuvenil – 88 páginas.

“Rita e o Manual para ser Astronauta” (Melhoramentos) – Vinicius Campos – Literatura Infantojuvenil – 80 páginas.

“Obrigado” (Pulo do Gato) – André Neves – Literatura Infantojuvenil – 66 páginas.

“Este é o Lobo” (Pequena Zahar) – Alexandre Rampazo – Literatura Infantojuvenil – 64 páginas.

“O Menino e o Mar” (Mil Caramiolas) – Lulu Lima & Lalan Bessoni – Literatura Infantojuvenil – 52 páginas.

“Ana e os Palíndromos” (Editora do Brasil) – Fernando Vilela – Literatura Infantojuvenil – 48 páginas.

“A Coruja que me Contou” (Mil Caramiolas) – Lulu Lima & Jana Blatt – Literatura Infantojuvenil – 42 páginas.

“Tanta Chuva no Céu” (Editora do Brasil) – Volnei Canônica & Roger Ycaza – Literatura Infantojuvenil – 40 páginas.

“A Roupa Nova de Doralice” (Saíra) – Monica Stahel & Luciana Romão – Literatura Infantojuvenil – 40 páginas.

“Quarenceninhas: Quarentena em Histórias Curtinhas para Crianças” (InVerso) – Agláia Tavares – Literatura Infantojuvenil – 40 páginas.

“E Foi Assim que a Escuridão e Eu Ficamos Amigas” (Companhia das Letrinhas) – Emicida– Literatura Infantojuvenil – 34 páginas.

“Morro dos Ventos” (Editora do Brasil) – Otávio Júnior – Literatura Infantojuvenil – 32 páginas.

“Carona” (Companhia das Letrinhas) – Guilherme Karsten – Literatura Infantojuvenil – 30 páginas.

“A Domadora de Palíndromos” (Cepe) – Fred Bellintani – Literatura Infantojuvenil – 28 páginas.

“O Incrível Livro de Gildo” (Brinque-Book) – Silvana Rando – Literatura Infantojuvenil – 28 páginas.

“O Menino Azul e a Família Colorida” (Contracorrente) – Zilah Ramires Ferreira & Lúcia Brandão – Literatura Infantojuvenil – 24 páginas.


Ficção Estrangeira:

“Black Bazar” (Malê) – Alain Mabanckou (Congo) – Romance – 220 páginas.

“A Subtração” (Moinhos) – Alia Trabucco Zerán (Chile) – Romance – 204 páginas.

“O Gueto Interior” (Todavia) – Santiago H. Amigorena (Argentina) – Romance – 128 páginas.

“Água Por Todos os Lados” (Boitempo) – Leonardo Padura (Cuba) – Romance – 292 páginas.

“A Ascensão de Senlin” (Morro Branco) – Josiah Bancroft (Estados Unidos) – Romance – 528 páginas.

“Irmão de Alma” (Nós) – David Diop (Senegal/França) – Romance – 128 páginas.

“Sistema do Tato” (Moinhos) – Alejandra Costamagna (Chile) – Romance – 144 páginas.

“Como É” (Iluminuras) – Samuel Beckett (Irlanda) – Romance – 192 páginas.

“O Lobo da Estepe” (Record) – Hermann Hesse (Alemanha) – Romance – 252 páginas.

“Pedro Páramo” (José Olympio) – Juan Rulfo (México) – Romance –176 páginas.

“O Falecido Mattia Pascal” (Editora Unesp) – Luigi Pirandello (Itália) – Romance – 264 páginas.

“A Volta do Parafuso” (Nova Fronteira) – Henry James (Estados Unidos) – Romance – 152 páginas.

“Homem Invisível” (José Olympio) – Ralph Ellison (Estados Unidos) – Romance – 574 páginas.

“Drácula” (Nova Fronteira) – Bram Stoker (Irlanda) – Romance – 480 páginas (em dois volumes).

“Götz von Berlichingen da Mão de Ferro” (Aetia) – Johann Wolfgang von Goethe (Alemanha) – Romance – 260 páginas.

“Vontade de Ferro” (Jabuticaba) – Nicolai Leskov (Rússia) – Romance – 168 páginas.

“Senhores do Orvalho” (Carambaia) – Jacques Roumain (Haiti) – Romance – 240 páginas.

“Piano Mecânico” (Intrínseca) – Kurt Vonnegut (Estados Unidos) – Romance – 496 páginas.

“Novelas Completas” (Todavia) – Liev Tolstói (Rússia) – Coletânea de novelas – 416 páginas.

“A Dor do Esquecimento” (Chiado) – José Vieira/Teresa Vieira Lobo (Portugal) – Novela – 90 páginas.

“Capitão Cueca e o Aterrorizante Retorno do Caído Tilintar de Calças” (Companhia das Letrinhas) – Dav Pilkey (Estados Unidos) – Literatura Infantojuvenil – 312 páginas.

“Anne de Green Gables” (Ciranda Cultural) – Lucy Maud Montgomery (Canadá) – Literatura Infantojuvenil – 336 páginas.

“Anne de Ingleside” (Ciranda Cultural) – Lucy Maud Montgomery (Canadá) – Literatura Infantojuvenil – 336 páginas.

“Anne de Avonlea” (Ciranda Cultural) – Lucy Maud Montgomery (Canadá) – Literatura Infantojuvenil – 288 páginas.

“Anne de Windy Poplars” (Ciranda Cultural) – Lucy Maud Montgomery (Canadá) – Literatura Infantojuvenil – 288 páginas.

“Anne da Ilha” (Ciranda Cultural) – Lucy Maud Montgomery (Canadá) – Literatura Infantojuvenil – 256 páginas.

“Anne e a Casa dos Sonhos” (Ciranda Cultural) – Lucy Maud Montgomery (Canadá) – Literatura Infantojuvenil – 256 páginas.

“O Jardim Secreto” (Autêntica) – Frances Hogdson Burnett (Inglaterra) – Literatura Infantojuvenil – 240 páginas.

“As Aventuras de Pinóquio” (Mojo) – Carlo Collodi (Itália) – Literatura Infantojuvenil – 196 páginas.

“Sr. Boaventura” (HarperCollins) – J. R. R. Tolkien (África do Sul/Grã-Bretanha) – Literatura Infantojuvenil – 112 páginas.

“O Mundo é Redondo” (Iluminuras) – Gertrude Stein (Estados Unidos) – Literatura Infantojuvenil – 96 páginas.

“O Mundo é Redondo” (Iluminuras) – Gertrude Stein (Estados Unidos) – Literatura Infantojuvenil – 92 páginas.

“Matemática até na Sopa” (Companhia das Letrinhas) – Juan Sabia (Argentina) – Literatura Infantojuvenil – 48 páginas.

“A Alma Perdida” (Todavia) – Olga Tokarczuk (Polônia) – Literatura Infantojuvenil – 40 páginas.

“Ô de Cima!” (Mil Caramiolas) – Popy Matigot (França) – Literatura Infantojuvenil – 36 páginas.

“Viva as Unhas Coloridas!” (Livros Raposa Vermelha) – Alicia Acosta & Luis Amavisca (Espanha) – Literatura Infantojuvenil – 36 páginas.

“Princesa Kevin” (Companhia das Letrinhas) – Michaël Escoffier (França) – Literatura Infantojuvenil – 32 páginas.

“Baleia na Banheira” (Companhia das Letrinhas) – Susanne Straber (Alemanha) – Literatura Infantojuvenil – 32 páginas.

“Eu sou uma Menininha!” (Brinque-Book) – Yasmeen Ismail (Irlanda) – Literatura Infantojuvenil – 32 páginas.

“A Inacreditável, Porém Verdadeira, História dos Dinossauros” (Brinque-Book) – Guido van Genechten (Bélgica) – Literatura Infantojuvenil – 32 páginas.

“Juntos e Misturados: Uma História de Galinhas” (WMF Martins Fontes) – Laurent Cardon (França/Brasil) – Literatura Infantojuvenil – 26 páginas.


Poesia Brasileira:

“Couraça: Poemas” (Laranja Original) – Dirceu Villa – 176 páginas.

“O Desertor – Poema Herói-cômico” (Hedra) – Silva Alvarenga – 160 páginas.

“69 Poemas e Alguns Ensaios” (Oficina Raquel) – Raquel Menezes – 144 páginas.

“Diário de Porto Pim e Outros Poemas” (Iluminuras) – Fernando Moreira Salles – 134 páginas.

“Corvos Contra a Noite” (7 Letras) – Diego Vinhas – 116 páginas.

“Regresso a Casa” (Dublinense) – José Luís Peixoto – 112 páginas.

“O Morse Desse Corpo” (7 Letras) – Ricardo Domeneck – 112 páginas.

“Linha, Labirinto” (Macondo) – Mônica de Aquino – 102 páginas.

“Pouso” (Moinhos) – Ágnes Souza – 100 páginas.

“Eu Vou Piorar” (Figura de Linguagem) – Fernanda Bastos – 99 páginas.

“Madame Leviatã” (Macondo) – Rita Isadora Pessoa – 84 páginas.

“Sorry.gif” (Escamandro & Macondo) – Felipe André Silva – 80 páginas.

“Pavilhão” (Macondo) – Daniel Arelli – 72 páginas.

“Ovípara (Macondo) – Liv. Lagerblad – 68 páginas.

“O Tempo Já Não Importa” (Artes & Ecos) – Lucas Barroso – 63 páginas.

“Noite de São João” (Corsário-Satã) – Natália Agra – 46 páginas.


Poesia Internacional:


“Ancestral” (Âyiné) – Goliarda Sapienza (Itália) – 356 páginas.

“Sou Uma Selva de Raízes Vivas” (Iluminuras) – Alfonsina Storni (Argentina/Suíça) – 200 páginas.

“Poemas” (Iluminuras) – Sylvia Plath (Estados Unidos) – 142 páginas.

“Percurso Livre Médio” (Jabuticaba) – Ben Lerner (Estados Unidos) – 136 páginas.

“Investigações” (Chão da Feira) – Gonçalo M. Tavares (Portugal) – 122 páginas.

“Tempo de Fantasmas” (Moinhos) – Alexandre O’Neill (Portugal) – 112 páginas.

“Sara Luna” (Moinhos) – Tom Maver (Argentina) – 72 páginas.

“Poema dos Árabes” (Tabla) – Chânfara (Arábia) – 64 páginas.


Em dezembro, voltarei à coluna Mercado Editorial para trazer os lançamentos do último bimestre de 2020. Enquanto isso, continue aproveitando o conteúdo do Bonas Histórias!


Gostou deste post e do conteúdo do Blog Bonas Histórias? Se você se interessa por informações do mercado editorial, deixe aqui seu comentário. Para acessar outras notícias dessa área, clique em Mercado Editorial. E aproveite para nos acompanhar nas redes sociais – Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn.

A Editora Pomelo é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Dança & Expressão é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Eduardo Villela é Eduardo Villela é book advisor e parceiro do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
BonaBelle Design & Organização é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Epifania Conteúdo Inteligente é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Keli Quitutes

Bonas Histórias

O Bonas Histórias é o blog de literatura, cultura e entretenimento desenvolvido por Ricardo Bonacorci desde 2014. Com um conteúdo multicultural (literatura, cinema, música, teatro, exposição e gastronomia), o Blog Bonas Histórias analisa as boas histórias contadas no Brasil e no mundo.

bonashistorias.com.br

Ricardo Bonacorci

Nascido na cidade de São Paulo, Ricardo Bonacorci tem 39 anos e trabalha como publicitário, produtor de conteúdo, crítico literário e cultural, editor, escritor e pesquisador acadêmico. Ricardo é especialista em Administração de Empresas, pós-graduado em Gestão da Inovação, bacharel em Comunicação Social, licenciando em Letras-Português e pós-graduando em Formação de Escritores.  

Bonas Histórias | blog de literatura, cultura e entretenimento | bonashistorias.com.br

Blog de literatura, cultura e entretenimento