• Ricardo Bonacorci

Celebrações: Bonas Histórias - Sexto aniversário do blog


Nesta semana, festejamos o aniversário de seis anos do Bonas Histórias. Meu Deus, seis anos! É isso mesmo? Sim, minhas contas parecem certas. Pela primeira vez, uso os dedos das duas mãos para chegar ao resultado do cálculo matemático. Preciso fazer, então, um post sobre essa data comemorativa na coluna Premiações e Celebrações. Contudo, o que irei dizer em um texto que desde já exala um cheirinho de material autopromocional? Poderia começar falando de como o blog surgiu, algo que pouca gente sabe de que forma aconteceu. Depois, seria legal avançar para os números atuais do Bonas Histórias, que cresceram bastante em 2020 e que raramente divulgo para fora das paredes do escritório. Na sequência, apresentaria os planos do site a curto e médio prazos. Para finalizar o post, seria de bom tom encerrá-lo agradecendo aos leitores e aos colunistas que ganhamos neste último ano. Aí sim a nossa festinha de seis anos estaria completa (festa ao melhor estilo covidão – cada um no seu computador/notebook/tablet/celular e sem nenhuma aglomeração).


Em 1º de dezembro de 2014, quando eu ainda era um estudante de Letras em Minas Gerais, iniciei este blog com o objetivo de desenvolver minha escrita e analisar os bons livros que passavam por minhas mãos (e olhos). Ou seja, não tinha a pretensão, naquele momento, de atingir muitas pessoas nem de ser lido por mais do que meia dúzia de desafortunados (confesso: os primeiros posts eram horríveis!). Quando, hoje em dia, aponto a verdadeira origem do Bonas Histórias, sei que muita gente não acredita em mim. Como alguém escreve algo e não quer ser lido?! Entretanto, é verdade verdadeira a minha falta de anseio. Prova disso é que resisti por muito tempo a divulgar o blog e a incluí-lo nas redes sociais. Coisas de um antissocial inveterado e uma alma pouco ambiciosa. Fazer o quê? Cada um nasce com as sinas que merece – e as minhas são o ostracismo voluntário e a propensão para longos períodos de isolamento.


Apesar desse passo a passo extremamente tímido, principalmente nos três primeiros anos, o que temos hoje depois de 72 meses da criação do site, hein? Com orgulho, afirmo que o Bonas Histórias é atualmente um dos principais e mais longevos blogs de literatura, cultura e entretenimento do país. Não acredita em minhas palavras? Então aí vão alguns dados que comprovam o meu discurso ufanista (que destoa totalmente da minha postura inicial de seis anos atrás).

Em junho deste ano, alcançamos a marca de 1.000 posts. Eu disse 1.000! Desafio qualquer pessoa a procurar um blog literário no Brasil que tenha atingido esse número de publicações. Uma boa pesquisa indicará, no máximo, a existência de dois ou três sites ativos (ainda em operação) que tenham chegado a esse patamar. Para alcançar a quantia de três dígitos de posts, apresentamos, desde dezembro de 2014, um conteúdo novo e exclusivo a cada dois dias. Dia sim, dia não, os leitores do blog recebem novidades em primeira mão. Criar uma estrutura de produção de conteúdo com essa dimensão foi uma das maiores realizações deste período (e imaginar que até o ano passado, eu fazia tudo sozinho...).


O Bonas Histórias possui atualmente 19 colunas: Livros – Crítica Literária, Desafio Literário, Teoria Literária, Talk Show Literário, Miliádios Literários, Contos & Crônicas, Mercado Editorial, Cinema, Músicas, Teatro, Dança, Exposições, Gastronomia, Passeios, TV, Rádio e Internet, Cursos & Eventos, Premiações e Celebrações, Melhores Músicas Ruins e Recomendações. É verdade que damos espaço prioritariamente para a literatura. Você não estará totalmente equivocado(a) se nos enxergar como um blog literário. Mesmo assim, nunca nos esquecemos de pinçar as outras manifestações artísticas. Desde a nossa criação, o tom de nossas páginas é de pluralidade cultural. Além dos livros, falamos de cinema, música, teatro, dança, televisão, exposição, show, internet, rádio, artes plásticas, pintura, gastronomia, fotografia, passeio, turismo, entretenimento, curso, evento, premiação etc.


A principal característica do Bonas Histórias, que nossos leitores mais assíduos já sabem, é a profundidade analítica. Diferentemente do que vemos na Internet de maneira geral (conteúdos superficiais e breves), aqui a ordem do dia é fazer posts com investigações ricas, detalhadas e aprofundadas dos temas discutidos. Se você não gosta de leituras longas, analíticas e pormenorizadas, esse não é, definitivamente, o seu lugar, meu(minha) amigo(a).


Por trabalharmos com o que o pessoal do Marketing chama de nicho de mercado (brasileiros verdadeiramente apaixonados por literatura, cultura e entretenimento), as estatísticas atuais do blog empolgam. Em novembro, último mês com informações consolidadas do Google Analytics, superamos a marca de 7 mil visitantes mensais. O dia com o maior número de usuários na história do nosso site foi em 30 de novembro de 2020 com quase 400 visitantes únicos. Considerando o fato de nosso conteúdo ser bem específico e de nossas páginas serem totalmente textuais, o Bonas Histórias é, portanto, o nicho do nicho do nicho de mercado. Assim, acho esses dados excelentes.

Se fossemos um canal do Youtube, se trouxéssemos matérias com apelo comercial e/ou nos promovêssemos com mais força nas redes sociais, aí sim acredito que estaríamos comendo poeira com esses números. Porém, não podemos nos esquecer: somos um blog literário com divulgação apenas orgânica e voltado para um público interessado em análises culturais aprofundadas. Nessa perspectiva, precisamos comemorar muito o alcance do patamar de cinco dígitos de visitantes mensais ainda em 2020 (a previsão é que em dezembro ultrapassemos pela primeira vez a marca de 10.000 leitores mensais). Uhu!


Outra satisfação que tivemos neste ano foi a ótima posição que o Bonas Histórias alcançou no Google. Invariavelmente, estamos nas primeiras páginas do sistema de busca para vários termos. Não à toa, a maioria dos novos visitantes do site chega pelas pesquisas orgânicas. Faça você mesmo um teste. Digite no Google ou no sistema de busca de sua preferência o termo “blog de literatura”. Com certeza, estaremos na primeira página e, provavelmente, nas primeiras posições. Esse é um ótimo indicativo do quanto nosso conteúdo é relevante e impactante. Faça outros testes, se estiver com curiosidade, com mais termos do universo literário.


Apesar da alegria com os números alcançados, prefiro continuar vendo o Bonas Histórias pela perspectiva da qualidade de suas publicações. E nesse sentido, minha satisfação quadriplicou em 2020. Ao longo dos últimos doze meses, ganhamos dois colunistas fixos, Paulo Sousa e Marcela Bonacorci, e um pontual, Roberto S. Inagaki. Paulo, diretor da Epifania Conteúdo Inteligente e da Editora Pomelo e autor de “A Peste das Batatas” (Pomelo) e de “Histórias de Macambúzios”, é o responsável por uma das sessões mais engraçadas e inteligentes do blog, o Miliádios Literários. Vale a pena conhecer seus posts. Por sua vez, Marcela, dançarina, coreógrafa, professora e diretora artística da Dança & Expressão, assumiu o comando da coluna Dança em setembro. Seus textos oferecem uma visão apaixonante das artes dançantes. E Roberto, diretor da Qualitas Desenvolvimento de Controles Empresariais, lançou-se pela primeira vez no mundo da ficção. Ele escreve a novela “O Ghost Writer”, exclusividade da coluna Contos & Crônicas. Aos três, eu só posso agradecer ao empenho e à excelência dos textos produzidos. Muito obrigado!

E quais os planos do Bonas Histórias daqui para frente, hein? A ideia é continuar promovendo conteúdos literários de qualidade com pitadas de cinema, música, teatro, artes plásticas, dança, pintura, gastronomia, fotografia, entretenimento, turismo e diversão. Para tal, sinto que vou precisar de mais produtores de conteúdo. Se você é apaixonado(a) por livros, cultura e/ou arte e tem interesse em integrar a equipe do site (seja como colunista fixo, analista literário, autor de uma coletânea de contos ou de crônicas ou mesmo contribuinte pontual de artigos), por gentileza, entre em contato comigo (ricardobonacorci@hotmail.com). Vamos conversar! Acredito que o futuro do blog estará ligado mais à contribuição de outras pessoas do que necessariamente aos meus textos. Isso não quer dizer que deixarei de publicar minhas análises. Não! Jamais! Apenas acho que devo desacelerar um pouco e permitir que novos talentos possam usar este espaço para dialogar com a audiência conquistada.


Por fim, preciso destacar que a comemoração dos seis anos do Bonas Histórias é reflexo do interesse crescente dos nossos leitores. Sem vocês, o site não teria permanecido tanto tempo no ar nem teríamos ido buscar constantemente novos conteúdos. Por isso, agradecemos a todos os nossos visitantes e parceiros comerciais. Muito obrigado! Essa data especial é de vocês também. Feliz aniversário para todos nós!


Que tal este post e o conteúdo do Bonas Histórias? Seja o(a) primeiro(a) a deixar um comentário aqui. Para acessar os demais posts desta coluna, clique em Premiações e Celebrações. E aproveite para acompanhar o Bonas Histórias nas redes sociais – Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn.

A Editora Pomelo é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Dança & Expressão é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Eduardo Villela é Eduardo Villela é book advisor e parceiro do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento

Bonas Histórias

O Bonas Histórias é o blog de literatura, cultura e entretenimento desenvolvido por Ricardo Bonacorci desde 2014. Com um conteúdo multicultural (literatura, cinema, música, teatro, exposição e gastronomia), o Blog Bonas Histórias analisa as boas histórias contadas no Brasil e no mundo.

bonashistorias.com.br

Ricardo Bonacorci

Nascido na cidade de São Paulo, Ricardo Bonacorci tem 39 anos e trabalha como publicitário, produtor de conteúdo, crítico literário e cultural, editor, escritor e pesquisador acadêmico. Ricardo é especialista em Administração de Empresas, pós-graduado em Gestão da Inovação, bacharel em Comunicação Social, licenciando em Letras-Português e pós-graduando em Formação de Escritores.  

Mandarina é a livraria diferenciada que está localizada em Pinheiros, na cidade de São Paulo
A Epifania Conteúdo Inteligente é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
BonaBelle Design & Organização é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Bonas Histórias | blog de literatura, cultura e entretenimento | bonashistorias.com.br

Blog de literatura, cultura e entretenimento