Bonas Histórias

O Bonas Histórias é o blog de literatura, cultura e entretenimento desenvolvido por Ricardo Bonacorci desde 2014. Com um conteúdo multicultural (literatura, cinema, música, teatro, exposição e gastronomia), o Blog Bonas Histórias analisa as boas histórias contadas no Brasil e no mundo.

bonashistorias.com.br

Ricardo Bonacorci

Nascido na cidade de São Paulo, Ricardo Bonacorci tem 40 anos e trabalha como publicitário, produtor de conteúdo, crítico literário e cultural, editor, escritor e pesquisador acadêmico. Ricardo é especialista em Administração de Empresas, pós-graduado em Gestão da Inovação, bacharel em Comunicação Social, licenciando em Letras-Português e pós-graduando em Formação de Escritores.  

  • Ricardo Bonacorci

Mercado Editorial: Livros - Lançamentos em maio e junho de 2022

Confira as 140 principais obras de ficção e de poesia que foram publicadas no Brasil nesse terceiro bimestre.

Livros lançados em maio e junho de 2022 no Brasil

Como diria Januário de Oliveira: é disso que o povo gosta! Ao menos o povinho das letras, né? Aquela gente que, como eu, se amarra no melhor da literatura brasileira e da literatura internacional. Seguindo a tradição da coluna Mercado Editorial, trago hoje os principais lançamentos da ficção e da poesia que chegaram às livrarias do Brasil em maio e junho de 2022. Nesse meu último levantamento bimestral, foram mapeados 140 livros entre títulos recém-publicados e obras republicadas. Como é inviável comentar detalhadamente todos os lançamentos nesse post do Bonas Histórias, selecionei 10 títulos para debater minimamente antes de apresentar a listagem completa de novas publicações. Assim, acredito passar um pouco do panorama atual do mercado editorial brasileiro, que continua agitadíssimo.


Começamos nosso enfoque desse bimestre pelos romances brasileiros. Sim, vai sair o primeiro carreto da noite... As três boas novas nessa área são “Beatriz e o Poeta” (Todavia), o mais recente trabalho literário de Cristovão Tezza, “Solitária” (Companhia das Letras), o quarto livro de Eliana Alves Cruz, e “A Falta” (Tusquets), trama ficcional de Xico Sá ambientada durante um jogo de futebol. Curiosamente, esse trio de publicações apresenta, cada um à sua maneira, os conflitos sociais, políticos, raciais, econômicos e culturais que o Brasil enfrenta como nação no início da terceira década do século XXI. Através dos dramas particulares dos protagonistas dessas obras, assistimos direta ou indiretamente ao caminhar trôpego do nosso país.


Cristovão Tezza continua lançando novas narrativas longas a cada dois anos. Seus últimos romances foram “A Tirania do Amor” (Todavia), de 2018, e “A Tensão Superficial do Tempo” (Todavia), de 2020. Em “Beatriz e o Poeta”, o escritor catarinense mergulha na terrível realidade brasileira contemporânea que tem a pandemia do novo coronavírus e os desmandos políticos em Brasília como cenário. A história é contada por duas personagens: a tradutora Beatriz e o poeta Gabriel. A aproximação afetiva do casal é cercada de dúvidas e incertezas, por mais que as afinidades literárias sejam evidentes logo de cara.

Mercado Editorial – Livros lançados no Brasil em maio e junho de 2022

Eliana Alves Cruz também se utiliza do complicado contexto nacional para compor suas obras. Depois dos excelentes “Água de Barrela” (Malê), de 2016, “O Crime do Cais do Valongo” (Malê), de 2018, e “Nada Digo de Ti, que em Ti Não Veja” (Pallas), de 2020, a autora carioca chega agora com um título capaz de se tornar um best-seller. Em “Solitária”, assistimos ao drama de Eunice e Mabel. Mãe e filha trabalham como empregadas domésticas em um condomínio de luxo. E elas são as principais testemunhas de um crime terrível ocorrido justamente na residência dos patrões. Tá lá um corpo estendido no chão!


Em “A Falta”, Xico Sá une duas de suas grandes paixões: futebol e literatura. Nesse belo drama psicológico, o escritor e jornalista cearense narra as angústias de um goleiro veterano. Depois de viver muitos anos na Europa, o protagonista do romance retorna para o Brasil para encerrar a carreira em grande estilo. O problema é que ele não se sente mais como um brasileiro. As memórias e os sofrimentos mais íntimos do camisa 1 vem à tona justamente no meio de uma partida de futebol. Pega, não larga mais, não dá rebote pra ninguém!


Já que estamos tratando de literatura brasileira, vou comentar de reboque um lançamento da literatura infantojuvenil e uma novíssima obra poética. “Contos da Toca” (Globinho) é a boa parceria da escritora Índigo com o ilustrador Laerte no universo infantil. E “Querido Coração” (Planeta) é a mais recente antologia de poemas de Pedro Salomão. Nos versos desse livro, o poeta troca correspondências com suas emoções.


Em “Contos da Toca”, acompanhamos o dia a dia de vários bichos durante a quarentena do novo coronavírus. Enquanto os humanos precisaram ficar presos dentro de casa a partir de março de 2020, os animais se viram livres para ocupar a natureza como há muito tempo não podiam. A libertação dos bichos é contada de maneira poética e bela nos textos de Índigo e nos desenhos de Laerte. Vale a pena conferir essa saída da toca da bicharada. Pintou em cores vivas!

Livros – Principais lançamentos no Brasil em maio e junho de 2022

Por sua vez, Pedro Salomão se propõe a conversar com seus sentimentos em “Querido Coração”. O escritor-poeta envia cartas para seu coração debatendo cada uma das emoções vivenciadas, sejam elas alegres ou tristes. Nesse diálogo franco e direto, é possível acompanharmos a essência da alma humana.


Já que estamos falando de poesia, vamos dar um pulinho na prateleira da poesia internacional. A boa nova nesse canto das livrarias é “Receitas de Inverno da Comunidade” (Companhia das Letras), a mais recente publicação de Louise Glück. Esse é justamente o primeiro trabalho da poetisa norte-americana após ser laureada com o Prêmio Nobel de Literatura. Os 15 poemas de “Receitas de Inverno da Comunidade” mostram o talento literário de Glück e a vulnerabilidade de alguém que vivencia o processo de envelhecimento.


Já que aportamos na literatura internacional, continuemos por terras estrangeiras, né? Os romances gringos que mais chamaram minha atenção em maio e junho de 2022 foram “O Plantador de Abóboras” (Todavia), do timorense Luís Cardoso, e “Os Abismos” (Intrínseca), da colombiana Pilar Quintana.


“O Plantador de Abóboras” conquistou, em dezembro, o Prêmio Oceanos de 2021, uma das principais honrarias literárias em língua portuguesa. A nova obra de Luís Cardoso se destaca pela vertiginosa narrativa (quase que um fluxo de consciência) e pela linguagem poética. Nas páginas dessa publicação, assistimos ao relato de uma timorense que aguarda por duas décadas o retorno para casa do noivo. Enquanto descreve seus dramas afetivo-pessoais, a narradora-protagonista conta a história da ocupação do Timor pela Indonésia. Cruel, muito cruel...

Mercado Editorial – Novas publicações em maio e junho de 2022 no Brasil

Já “Os Abismos” é o mais recente título de Pilar Quintana, uma das mais originais e contundentes vozes literárias da Colômbia na atualidade. Esse romance é narrado por Cláudia, uma menina que vive com os pais em Cáli. O ambiente doméstico é marcado por uma forte dicotomia. Enquanto tudo parece em ordem (nada fica fora do lugar naquele lar), as relações familiares começam a degringolar. A iminente separação dos pais é vista por um jeito peculiar pela criança. Ora ingênua e sonhadora, ora prática e realista, a visão de mundo de Cláudia revela surpresas e belezas para os leitores de Quintana.


Para não dizerem que me esqueci das narrativas curtas, trouxe dois bons títulos nessa seara. Meus destaques do terceiro bimestre de 2022 vão para “A Consulta” (Fósforo), novela de estreia da alemã Katharina Volckmer, e “A Verdade e a Vertigem (Emporium), nova coletânea de contos do português José Vieira. Não é errado dizer que esses dois livros são pequenas obras-primas da literatura internacional.


Em “A Consulta”, Katharina Volckmer apresenta o drama ácido e surpreendente de uma jovem alemã que vive há anos em Londres. A narradora-protagonista está no consultório do Dr. Seligman e passa por um delicado procedimento médico. Enquanto está com as pernas para o alto no centro cirúrgico, a moça reflete sobre sua vida e seus desejos. De certa forma, os conflitos de natureza sexual, de identidade de gênero e de nacionalidade a levaram a recorrer ao trabalho do Dr. Seligman. Se prepare para embarcar em um suspense de tirar o fôlego. Sinistro, muito sinistro...


“A Verdade e a Vertigem” é o oitavo livro e a quarta coleção de contos de José Vieira, pseudônimo de Teresa Vieira Lobo, jovem escritora da Ilha da Madeira. Para mim, esse é o seu melhor trabalho até aqui. Nas páginas de “A Verdade e a Vertigem”, acompanhamos 25 pequenos contos (alguns podem ser classificados como minicontos pois possuem apenas alguns parágrafos de extensão) sobre os mais diferentes conflitos sentimentais. O tom ácido das tramas se contrapõe com a beleza do texto de José Vieira/Teresa Vieira Lobo. Quem lê atentamente o Bonas Histórias, sabe que comentei esse livro no mês passado na coluna Livros – Crítica Literária. Vale a pena conhecê-lo. Tá na área, é agora, bateu...

Livros – Novas publicações em maio e junho de 2022 no Brasil

Feita essa breve (ou não tão breve como imaginei à princípio!) introdução, agora posso apresentar a lista completa com os 140 principais livros que chegaram às livrarias brasileiras no terceiro bimestre de 2022. Quem estiver começando a acompanhar a coluna Mercado Editorial e não tem ideia de como é feito o levantamento de publicações do Bonas Histórias, esclareço que selecionamos apenas títulos ficcionais (romances, novelas, coletâneas de contos, coleções de crônicas e literatura infantojuvenil), antologias poéticas e ensaios relacionados ao fazer literário. A partir de tal premissa, mapeamos os lançamentos das editoras nacionais de maior destaque.


E aí, curioso(a) para saber quais são as mais interessantes obras recém-lançadas no mercado editorial do Brasil em maio e junho de 2022, hein? Então, segue a relação completa, devidamente dividida em Ficção Brasileira, Ficção Internacional, Poesia Brasileira e Poesia Internacional. Taí o que você queria, lista rolando...:


FICÇÃO BRASILEIRA:


“Beatriz e o Poeta” (Todavia) – Cristovão Tezza – Romance – 192 páginas.


“Solitária” (Companhia das Letras) – Eliana Alves Cruz – Romance – 168 páginas.


“A Falta” (Tusquets) – Xico Sá – Romance – 160 páginas.


“Não Fossem As Sílabas do Sábado” (Todavia) – Mariana Salomão Carrara – Romance – 168 páginas.


“Uma Dor Perfeita” (Alfaguara) – Ricardo Lísias – Romance – 152 páginas.


“A Maldição das Flores” (Planeta) – Angélica Lopes – Romance – 256 páginas.


“Miss Macunaíma” (Record) – Alexandre Rabelo – Romance – 240 páginas.


“Brava Serena – 2ª edição” (Dublinense) – Eduardo Krause – Romance – 288 páginas.


“Vou Sumir Quando a Vela Se Apagar” (Intrínseca) – Diego Bercito – Romance – 216 páginas.


“O Intérprete de Borboletas” (Record) – Sérgio Abranches – Romance – 240 páginas.


“Movimento 78” (Companhia das Letras) – Flávio Izhaki – Romance – 184 páginas.


“O Caçador de Corruptos” (Planeta) – Augusto Cury – Romance – 240 páginas.


“Memorial de Aires” (Penguin & Companhia das Letras) – Machado de Assis – Romance – 256 páginas.


“Seara Vermelha” (Companhia de Bolso) – Jorge Amado – Romance – 352 páginas.


“Limite Branco” (Companhia das Letras) – Caio Fernando Abreu – Romance – 200 páginas.


“O Melhor Livro de Autoajuda do Mundo” (Labrador) – Gabriel Paciornik – Romance – 208 páginas.


“Curva do Rio” (Labrador) – R. Colini – Romance – 224 páginas.


“Perseguição e Cerco a Juvêncio Gutierrez” (L&PM Editores) – Tabajara Ruas – Novela – 136 páginas.


“Vista do Rio” (Companhia das Letras) – Rodrigo Lacerda – Novela – 128 páginas.


“O Redentor e o Jacaré” (Labrador) – Juliana Apetitto – Novela – 144 páginas.


“Peixe Estranho” (Companhia das Letras) – Leonardo Brasiliense – Novela – 120 páginas.


“O Pior de Mim/ Uma Vida Inventada” (Agir) – Maitê Proença – Novelas – 272 páginas.


“Vestida de Preto e Outros Contos” (Boa Companhia) – Mário de Andrade – Coletânea de Contos – 200 páginas.


“Machado, A Cidade e Seus Pecados” (Darkside) – Machado de Assis – Coletânea de Contos – 288 páginas.


“Faroestes” (Companhia das Letras) – Marçal Aquino – Coletânea de Contos – 152 páginas.


“30 Poemas de Um Negro Brasileiro” (Companhia das Letras) – Oswaldo de Camargo – Coletânea de Contos – 120 páginas.


“Lembremos do Futuro” (Companhia das Letras) – Julián Fuks – Coletânea de Crônicas – 136 páginas.


“Não Inventa, Mariana” (Labrador) – Mariana Becker – Coletânea de Crônicas – 272 páginas.


“Amor Mais que Maiúsculo – Cartas a Luiz Augusto” (Companhia das Letras) – Ana Cristina Cesar – Coletânea de Crônicas/Cartas – 344 páginas.


“Romance Real” (Seguinte) – Clara Alves – Infantojuvenil – 264 páginas.


“Contos e Lendas da Amazônia” – Edição Revista e Atualizada (Seguinte) – Reginaldo Prandi (autor) e Pedro Rafael (ilustrador) – Infantojuvenil – 256 páginas.


“Diário de Pilar na China” – Nova Edição (Pequena Zahar) – Flávia Lins e Silva (autora) e Joana Penna (ilustradora) – Infantojuvenil – 208 páginas.


“Diário de Pilar em Machu Picchu” – Nova Edição (Pequena Zahar) – Flávia Lins e Silva (autora) e Joana Penna (ilustradora) – Infantojuvenil – 176 páginas.


“Uma Amizade (Im)Possível” – Edição Revista e Atualizada (Companhia das Letrinhas) – Lilia Moritz Schwarcz (autora) e Spacca (ilustrador) – Infantojuvenil – 120 páginas.


“Viagem Pelas Histórias da América Latina” (Companhia das Letrinhas) – Silvana Salerno (autora) e Biry Sarkis (ilustrador) – Infantojuvenil – 112 páginas.


“Os Detetives do Prédio Azul – Casos Ecológicos” (Pequena Zahar) – Flávia Lins e Silva – Infantojuvenil – 104 páginas.


“Contos da Toca” (Globinho) – Índigo (autora) e Laerte (ilustrador) – Infantojuvenil – 64 páginas.


“As Viagens de Simba Jasíri” (Globinho) – Nei Lopes (autor) e Marcelo D´Salete (ilustrador) – Infantojuvenil – 64 páginas.


“De Volta” (Companhia das Letrinhas) – Ricardo da Cunha Lima (autor) e Rodrigo Fischer (ilustrador) – Infantojuvenil – 48 páginas.


“A Morte da Lagarta” (Companhia das Letrinhas) – André Rodrigues, Larissa Ribeiro, Paula Desgualdo e Pedro Markun – Infantojuvenil – 48 páginas.


“O Que É Preciso Pra Ser Rei?” (Pequena Zahar) – Tino Freitas (autor), Leo Cunha (autor) e Fê (ilustrador) – Infantojuvenil – 40 páginas.


“Silêncio” (Rocquinho) – Alexandre Rampazo – Infantojuvenil – 40 páginas.


“Mimi – A Vaquinha que Não Queria Virar Comida” (Globinho) – Xuxa Meneghel (autora) & Guilherme Francini (ilustrador) – Infantojuvenil – 32 páginas.


FICÇÃO INTERNACIONAL:


“O Plantador de Abóboras” (Todavia) – Luís Cardoso (Timor-Leste) – Romance – 160 páginas.


“Os Abismos” (Intrínseca) – Pilar Quintana (Colômbia) – Romance – 272 páginas.


“Outono” (Companhia das Letras) – Karl Ove Knausgård (Noruega) – Romance – 208 páginas.


“A Boa Sorte” (Todavia) – Rosa Montero (Espanha) – Romance – 256 páginas.


“Trem-bala” (Intrínseca) – Kotaro Isaka (Japão) – Romance – 464 páginas.


“As Convidadas” (Companhia das Letras) – Silvina Ocampo (Argentina) – Romance – 264 páginas.


“Uma Questão de Química” (Arqueiro) – Bonnie Garmus (Estados Unidos) – Romance – 384 páginas.


“Outro Lugar” (Todavia) – Ayelet Gundar-Goshen (Israel) – Romance – 288 páginas.


“O Chamado Selvagem” (Arqueiro) – Jack London (Estados Unidos) – Romance – 160 páginas.


“Heróis da Fronteira” (Companhia das Letras) – Dave Eggers (Estados Unidos) – Romance – 416 páginas.


“Dias Que Não Esqueci” (Todavia) – Santiago H. Amigorena (Argentina) – Romance – 160 páginas.


“A Travessia de Greta James” (Arqueiro) – Jennifer E. Smith (Estados Unidos) – Romance – 272 páginas.


“Caderno Proibido” (Companhia das Letras) – Alba de Céspedes (Itália) – Romance – 288 páginas.


“O Caso da Princesa da Baviera” (Arqueiro) – Rhys Bowen (Inglaterra) – Romance – 288 páginas.


“O Segredo da Duquesa” (Arqueiro) – Courtney Milan (Estados Unidos) – Romance – 336 páginas.


“A Vida Brinca Muito Comigo” (Companhia das Letras) – David Grossman (Israel) – Romance – 296 páginas.


“Pança de Burro” (Companhia das Letras) – Andrea Abreu (Espanha) – Romance – 192 páginas.


“Agente Oculto” (Globo Livros) – Mark Greaney (Estados Unidos) – Romance – 336 páginas.


“Graça Fatal” (Arqueiro) – Louise Penny (Canadá) – Romance – 352 páginas.


“O Feitiço da Água” (Essencial) – Florencia Bonelli (Argentina) – Romance – 656 páginas.


“Pesado” (Dublinense) – Kiese Laymon (Estados Unidos) – Romance – 288 páginas.


“O Criptógrafo” (Companhia das Letras) – Mai Jia (China) – Romance – 336 páginas.


“A Última Coisa que Ele Me Falou” (Intrínseca) – Laura Dave (Estados Unidos) – Romance – 400 páginas.


“Morte no Internato” (Arqueiro) – Lucinda Riley (Irlanda) – Romance – 384 páginas.


“Temporada de Caça” (Darkside) – Stephen Graham Jones (Estados Unidos) – Romance – 320 páginas.


“Uma Farsa de Amor na Espanha” (Arqueiro) – Elena Armas (Espanha) – Romance – 448 páginas.


“A Sociedade de Atlas – Volume 1 da Série A Sociedade de Atlas” (Intrínseca) – Olivie Blake (Estados Unidos) – Romance – 448 páginas.


“O Involuntário Ato de Respirar” (Dublinense) – J. J. Bola (Congo) – Romance – 320 páginas.


“Ela Seria O Rei” (Darkside) – Wayétu Moore (Libéria/Estados Unidos) – Romance – 304 páginas.


“Contos de Fada & Poemas Vorazes para Alimentar a Alma” (Darkside) – Nikita Gill (Irlanda do Norte) – Romance – 176 páginas.


“Johnny, Você Me Amaria Se o Meu Fosse Maior?” (Planeta) – Brontez Purnell (Estados Unidos) – Romance – 176 páginas.


“Carmilla” (Darkside) – Sheridan Le Fanu (Irlanda) – Romance – 192 páginas.


“No Coração de Manhattan” (Paralela) – Lauren Layne (Estados Unidos) – Romance – 216 páginas.


“Livros de Sangue – Volume 3” (Darkside) – Clive Barker (Inglaterra) – Romance – 272 páginas.


“O Pescador” (Darkside) – John Langan (Estados Unidos) – Romance – 320 páginas.


“Lázaro – Série Joona Linna” (Alfaguara) – Lars Kepler (Suécia) – Romance – 536 páginas.


“Um Beijo Inesquecível” – Edição de Luxo (Arqueiro) – Julia Quinn (Estados Unidos) – Romance – 432 páginas.


“A Família Perfeita” (Intrínseca) – Lisa Jewell (Inglaterra) – Romance – 400 páginas.


“Madame Tussaud – A Pequena Colecionadora de Corpos” (Darkside) – Edward Carey (Estados Unidos) – Romance – 384 páginas.


“Amor e Lixo” (Carambaia) – Ivan Klima (República Tcheca) – Romance – 256 páginas.


“Mais Uma Vez, O Amor” (Arqueiro) – Lisa Kleypas (Estados Unidos) – Romance – 304 páginas.


“Audição” (Darkside) – Ryu Murakami (Japão) – Romance – 192 páginas.


“O Apartamento de Paris” (Intrínseca) – Lucy Foley (Estados Unidos) – Romance – 336 páginas.


“A Serpente de Essex” (Intrínseca) – Sara Perry (Inglaterra) – Romance – 416 páginas.


“Blanche em Apuros” (Darkside) – Barbara Neely (Estados Unidos) – Romance – 224 páginas.


“A Fabulosa Casa com Pernas” (Darkside) – Sophie Anderson (País de Gales) – Romance – 272 páginas.


“Homem Sem Lei” (Emporium) – Miguel de Menezes (Portugal) – Romance – 192 páginas.


“Paixão Inadequada” (Essência) – Vi Keeland (Estados Unidos) – Romance – 288 páginas.


“Alamut” (Morro Branco) – Vladimir Bartol (Eslovência) – Romance – 576 páginas.


“As Mentiras que Nos Unem” (Arqueiro) – Emily Giffin (Estados Unidos) – Romance – 320 páginas.


“O Idiota” (Penguin & Companhia das Letras) – Fiódor Dostoiévski (Rússia) – Romance – 944 páginas.


“813” – Edição Bolso de Luxo (Clássicos Zahar) – Maurice Leblanc (França) – Romance – 480 páginas.


“O Bebê de Rosemary” (Darkside) – Ira Levin (Estados Unidos) – Romance – 240 páginas.


“O Júri” (Arqueiro) – John Grisham (Estados Unidos) – Romance – 448 páginas.


“Eduardo Galeano – Obras Escolhidas” (L&PM Editores) – Eduardo Galeano (Uruguai) – Coletânea de Romances/Novelas – 512 páginas.


“Abandonar Um Gato” (Alfaguara) – Haruki Murakami (Japão) – Novela – 112 páginas.


“Cerco Animal” (Peabiru) – Vanessa Londoño (Colômbia) – Novela – 98 páginas.


“Os Óculos de Ouro” (Todavia) – Giorgio Bassani (Itália) – Novela – 112 páginas.


“A Consulta” (Fósforo) – Katharina Volckmer (Alemanha) – Novela – 104 páginas.


“A Verdade e a Vertigem” (Emporium) – José Vieira (Portugal) – Coletânea de Contos – 42 páginas.


“Ed Wood – Contos & Delírios” (Darkside) – Ed Wood Jr. (Estados Unidos) – Coletânea de Contos – 288 páginas.


“Iumbung – Contos de Mutirão” (Dublinense) – Azhari Aiyub (Indonésia), Cristina Judar (Brasil), Mithu Sanyal (Alemanha), Nesrine Khoury (Síria), Panashe Chigumadzi (Zimbábue/África do Sul), Uxue Alberdi (Espanha) e Yásnaya Elena Aguilar Gil (México) – Coletânea de Contos – 200 páginas.


“O Diário de Um Louco – Contos Completos de Lu Xun” (Carambaia) – Lu Xun (China) – Coletânea de Contos – 568 páginas.


“Um Inimigo do Povo” (L&PM Editores) – Henrik Ibsen (Noruega) – Teatro – 160 páginas.


“A Morte e a Donzela” (Carambaia) – Ariel Dorfman (Argentina/Chile) – Teatro – 112 páginas.


“Diatribe de Amor Contra Um Homem Sentado” (Record) – Gabriel García Márquez (Colômbia) – Teatro – 96 páginas.


“Um Reino de Carne e Fogo – Volume 2 da Série Sangue e Cinzas” (Galera) – Jennifer L. Armentrout (Estados Unidos) – Infantojuvenil – 672 páginas.


“As Cortes do Infinito” (Alt) – Akemi Dawn Bowman (Estados Unidos) – Infantojuvenil – 432 páginas.


“A Ascensão de Kyoshi” (Planeta) – F. C. Yee (Estados Unidos) & Michael Dante DiMartino – Infantojuvenil – 384 páginas.


“Ela Fica com a Garota” (Alt) – Alyson Derrick (Estados Unidos) & Rachael Lippincott – Infantojuvenil – 368 páginas.


“E Se a Gente Tentasse?” (Intrínseca) – Becky Albertalli (Estados Unidos) e Adam Silvera (Estados Unidos) – Infantojuvenil – 368 páginas.


“E Se Fosse a Gente?” (Intrínseca) – Becky Albertalli (Estados Unidos) e Adam Silvera (Estados Unidos) – Infantojuvenil – 352 páginas.


“A Maldição do Ex” (Alt) – Rachel Hawkins (Estados Unidos) – Infantojuvenil – 320 páginas.


“Me Leve Com Você” (Seguinte) – Jennifer Niven (Estados Unidos) & David Levithan (Estados Unidos) – Infantojuvenil – 288 páginas.


“A Jogada do Amor” (Alt) – Kelly Quindlen (Estados Unidos) – Infantojuvenil – 288 páginas.


“Fantasmas” (Intrínseca) – Raina Telgemier (Estados Unidos) – Infantojuvenil – 256 páginas.


“Em Busca de Cinderela e Em Busca da Perfeição” (Galera) – Colleen Hoover (Estados Unidos) – Infantojuvenil – 256 páginas.


“O Gato que Amava os Livros” (Outro Planeta) – Sosuke Natsukawa (Japão) – Infantojuvenil – 240 páginas.


“Capitão Cueca e a Saga Sensacional de Fedor, o Grande” (Companhia das Letrinhas) – Dav Pilkey (Estados Unidos) – Infantojuvenil – 216 páginas.


“Píppi Meialonga” – Edição Revista e Atualizada (Companhia das Letrinhas) – Astrid Lindgren (Suécia) & Ingrid Nyman (Dinamarca) – Infantojuvenil – 192 páginas.


“Isadora Moom Vai À Escola” (L&PM Editores) – Harriet Muncaster (Arábia Saudita) – Infantojuvenil – 128 páginas.


“O Livro Laranja” (Companhia das Letrinhas) – Richard McGuire (Estados Unidos) – Infantojuvenil – 48 páginas.


“Marta e a Bicicleta” (Editora 34) – Germano Zullo (Suíça) & Albertine (Suíça) – Infantojuvenil – 36 páginas.


“Tímidos” (Companhia das Letrinhas) – Simona Ciraolo (Itália) – Infantojuvenil – 32 páginas.


POESIA BRASILEIRA:


“Querido Coração” (Planeta) – Pedro Salomão – 144 páginas.


“Entre Ondas” (CEPE Editora) – Ângelo Monteiro – 144 páginas.


“Palavras, Suor, Sonhos e Você” (Malê) – Roquildes Ramos Silveira – 128 páginas.


“Retrato do Artista Quando Coisa” (Alfaguara) – Manoel de Barros – 120 páginas.


“Dissonantes Imbricações” (Labrador) – Carlos Alexandre de Paiva Ferreira – 112 páginas.


“Seguindo a Vida” (Labrador) – José Grimberg – 96 páginas.


POESIA INTERNACIONAL:


“A Chama” (Companhia das Letras) – Leonard Cohen (Canadá) – 608 páginas.


“Burowski Essencial – Poesia” (L&PM Pocket) – Charles Bukowski (Alemanha/Estados Unidos) – 232 páginas.


“Diário de Bordo” (Editora 34) – Blaise Cendrars (Suíça/França) – 208 páginas.


“ODES Intrínsecas III” (Emporium) – Célia Teles Ferreira (Moçambique) – 208 páginas.


“A Árvore Em Mim” (Pequena Zahar) – Corinna Luyken (Estados Unidos) – 96 páginas.


“Receitas de Inverno da Comunidade” (Companhia das Letras) – Louise Glück (Estados Unidos) – 88 páginas.


“Um Pedaço de Alma Nua” (Emporium) – Gabriela Gomes (Portugal) – 68 páginas.


Na última semana de agosto, prometo voltar à coluna Mercado Editorial para listar os lançamentos do quarto bimestre de 2022 em nosso país. Não perca as novidades do setor editorial brasileiro nem os outros posts do Bonas Histórias. Acabou o milho, acabou a pipoca, fim de papo!


Gostou deste post e do conteúdo do Blog Bonas Histórias? Se você se interessa por informações do mercado editorial, deixe aqui seu comentário. Para acessar outras notícias dessa área, clique em Mercado Editorial. E aproveite para nos acompanhar nas redes sociais – Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn.

A Epifania Comunicação Integrada é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Dança & Expressão é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Mandarina é a livraria diferenciada que está localizada em Pinheiros, na cidade de São Paulo
Eduardo Villela é Eduardo Villela é book advisor e parceiro do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento