• Ricardo Bonacorci

Desafio Literário de setembro/2019: Milan Kundera


Desafio Literário de Milan Kundera

O Desafio Literário de setembro volta a analisar um escritor europeu. Depois de uma passada pela África em maio (Chimamanda Ngozi Adichie), pela América do Norte em junho (Noah Gordon) e pela América do Sul em agosto (Rachel de Queiroz), retornamos ao continente que nossa viagem começou em abril (José Saramago). O autor que vamos estudar neste mês no Bonas Histórias é Milan Kundera. Famoso principalmente nas décadas de 1980 e 1990, Kundera se notabilizou pelos romances filosófico-existencialistas. Sua obra mais conhecida é “A Insustentável Leveza do Ser” (Companhia das Letras). Em seu portfólio, ainda temos coletâneas de contos, ensaios, antologias poéticas e peças teatrais.


Nascido em Brno, na Tchecoslováquia, em 1929, Milan Kundera foi morar em Praga, a capital do país, quando se tornou adulto. Lá, foi perseguido implacavelmente pelo Partido Comunista, que passou a governar quase todas as nações da Europa Oriental depois da Segunda Guerra Mundial. A situação foi ficando cada vez mais insuportável até que o escritor resolveu emigrar. A partir de 1975, Kundera passou a viver na França. Em 1980, tornou-se cidadão francês. Até hoje, ele mora em Paris.


Os primeiros trabalhos literários de Milan Kundera foram na poesia. De 1953 a 1957, ele publicou três coletâneas de poemas. Nenhuma delas, porém, teve grande repercussão nem de crítica nem de público. A situação mudou completamente quando ele lançou seu primeiro romance, em 1967. “A Brincadeira” (Companhia de Bolso) se tornou um ícone cultural na Tchecoslováquia. Aos olhos dos leitores e da crítica literária da época, a obra continha uma forte crítica política contra o socialismo. Ao mesmo tempo que se tornou amado pelo povo, Kundera passou a ser malvisto pelos governantes de seu país. Se ele já tinha problemas com o Partido Comunista, a partir de “A Brincadeira” sua situação se tornou ainda pior.

Livros de Milan Kundera

Mesmo com a perseguição política na Tchecoslováquia, Milan Kundera escreveu, nos anos seguintes, mais três romances e uma coletânea de contos. Destaque para “Risíveis Amores” (Companhia de Bolso), coleção de narrativas curtas de 1969, e “A Valsa dos Adeuses” (Companhia das Letras), romance de 1976.


Na década de 1980, quando já morava na França e era relativamente famoso no cenário europeu, Kundera publicou “A Insustentável Leveza do Ser” (Companhia das Letras). Esse é o seu maior sucesso até hoje. Presença obrigatória em qualquer boa biblioteca, “A Insustentável Leveza do Ser” se transformou em um best-seller internacional e foi adaptado para o cinema pouco tempo depois. A partir daí, o escritor tcheco se tornou conhecido mundialmente. Prova dessa sua popularidade foi a publicação de “A Arte do Romance” (Companhia das Letras), em 1986. Nesse ensaio, o autor explica a literatura que vinha praticando.


Em 1990, Milan Kundera lançou “A Imortalidade” (Companhia das Letras). Esse romance inaugurou uma nova fase em sua carreira. A partir dessa obra, o autor abandonou os dramas políticos de seu país natal e passou a abordar os dramas existenciais de personagens mais cosmopolitas e universais. Após “A Imortalidade”, Kundera publicou outros quatro romances. O mais recente é “A Festa da Insignificância” (Companhia das Letras), livro de 2014.


É este o escritor que vamos analisar no Desafio Literário de setembro. Segue, a seguir, a programação completa de posts do Bonas Histórias:

Milan Kundera

- 6 de setembro - Análise de “A Brincadeira” (Companhia de Bolso).


- 10 de setembro - Análise de “Risíveis Amores” (Companhia de Bolso).


- 14 de setembro - Análise de “A Insustentável Leveza do Ser” (Companhia das Letras).


- 18 de setembro - Análise de “A Arte do Romance” (Companhia das Letras).


- 22 de setembro - Análise de “A Imortalidade” (Companhia das Letras).


- 26 de setembro - Análise de “A Festa da Insignificância” (Companhia das Letras).


- 30 de setembro – Análise da Literatura de Milan Kundera.


E aí, com vontade para conhecer mais sobre esse importante escritor europeu da segunda metade do século XX? Admito que estou louquinho, louquinho para iniciar agora mesmo essas leituras. E para abrirmos os trabalhos do Desafio Literário deste mês, lerei nesta semana “A Brincadeira” (Companhia de Bolso), o primeiro sucesso literário de Milan Kundera. O post desse romance será publicado no Bonas Histórias na próxima sexta-feira, dia 6. Se você quiser me acompanhar na análise, saiba que você está desde já convidado(a) para esta leitura. E aí, vamos nessa?! Boa leitura a todos.


Gostou da seleção de autores e de obras do Desafio Literário? Que tal o Blog Bonas Histórias? Seja o(a) primeiro(a) a deixar um comentário aqui. Para saber mais sobre as Análises Literárias do blog, clique em Desafio Literário. E não deixe de nos acompanhar nas redes sociais – Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn.

A Editora Pomelo é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Dança & Expressão é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Eduardo Villela é Eduardo Villela é book advisor e parceiro do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento

Bonas Histórias

O Bonas Histórias é o blog de literatura, cultura e entretenimento desenvolvido por Ricardo Bonacorci desde 2014. Com um conteúdo multicultural (literatura, cinema, música, teatro, exposição e gastronomia), o Blog Bonas Histórias analisa as boas histórias contadas no Brasil e no mundo.

bonashistorias.com.br

Ricardo Bonacorci

Nascido na cidade de São Paulo, Ricardo Bonacorci tem 39 anos e trabalha como publicitário, produtor de conteúdo, crítico literário e cultural, editor, escritor e pesquisador acadêmico. Ricardo é especialista em Administração de Empresas, pós-graduado em Gestão da Inovação, bacharel em Comunicação Social, licenciando em Letras-Português e pós-graduando em Formação de Escritores.  

Mandarina é a livraria diferenciada que está localizada em Pinheiros, na cidade de São Paulo
A Epifania Comunicação Integrada é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Psicorama é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
BonaBelle Design & Organização é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento