• Ricardo Bonacorci

Mercado Editorial: Livros infantojuvenis mais vendidos em 2020

Confira os dez títulos para crianças e adolescentes que tiveram mais êxito comercial nas livrarias brasileiras no ano passado.

Mercado Editorial - Livros infantojuvenis mais vendidos em 2020

Em 2021, a coluna Mercado Editorial já apresentou os títulos mais vendidos no Brasil em 2020, as obras ficcionais mais comercializadas em nosso país no ano passado e os best-sellers da categoria ficção nacional no último ano. Agora chegou a vez de tratarmos no Bonas Histórias da literatura infantojuvenil, importante setor que movimenta milhares de exemplares anualmente nas livrarias brasileiras. Afinal de contas, quais foram os livros direcionados às crianças e aos adolescentes mais vendidos no Brasil em 2020, hein? Para responder a essa pergunta, utilizei os dados disponibilizados pelo PublishNews, a fonte mais confiável atualmente do mercado editorial brasileiro. Vale mencionar que o PublishNews faz a medição do setor usando essencialmente as informações coletadas nas principais redes de livrarias do país.


Dominando o ranking das obras infantojuvenis mais comercializadas no ano passado em nosso país, temos os clássicos internacionais, os best-sellers contemporâneos e as séries narrativas de sucesso recente. A liderança da lista é ocupada pela saga do bruxinho carismático de J. K. Rowling. “Box Harry Potter” (Rocco) traz os sete romances da inglesa e vendeu mais de 55 mil exemplares no Brasil em 2020.

Na terceira posição, ainda temos “Harry Potter e a Pedra Filosofal” (Rocco), livro de 1997 que deu origem à série. Essa obra sozinha foi comprada por pouco mais de 29 mil leitores nacionais.


Na segunda posição, vemos “Sol da Meia-noite” (Intrínseca), a mais nova obra de Stephenie Meyer da saga “Crepúsculo”. Curiosamente, a escritora norte-americana apresenta a mesma história que a consagrou, mas dessa vez apresenta a trama do ponto de vista de Edward. O novo livro da coletânea vampiresca vendeu aproximadamente 44 mil unidades por aqui. E esse número só não foi maior porque a obra foi lançada no segundo semestre do ano passado. Se fosse publicado no começo de 2020, “Sol da Meia-noite” teria sido na certa o líder do segmento.

Literatura Infantojuvenil

Outros destaques entre os mais vendidos nas prateleiras dos títulos infantojuvenis são os clássicos internacionais. “O Pequeno Príncipe” (HarperCollins), fábula memorável de Antoine Saint-Exupéry, e a “Coleção Especial Anne de Green Gables” (Ciranda Cultural), coleção com os seis primeiros livros da famosa série canadense de Lucy Maud Montgomery, venderam cada um mais de 15 mil unidades. Enquanto “O Pequeno Príncipe” ficou na oitava posição entre os mais vendidos, “Coleção Especial Anne de Green Gables” ficou na décima colocação.


O público mirim e adolescente parece gostar bastante das séries literárias. “O Diário Perdido de Gravity Falls” (Universo dos Livros), de Alex Hirsch e Rob Renzetti, “As Aventuras de Mike” (Outro Planeta), de Gabriel Dearo e Manu Digilio, “Diário de Um Banana – Quebra Tudo” (VR Editora), de Jeff Kinney, e “Luccas Neto em Os Aventureiros” (Pixel), de Luccas Neto, venderam mais do que os clássicos no ano passado e alcançaram, respectivamente, a quarta (27 mil unidades comercializadas), a quinta (26 mil), a sexta (19 mil) e a sétima (19 mil) posições no ranking infantojuvenil.


Talvez a grande novidade de 2020 tenha sido “A Cinco Passos de Você” (Globo Alt), romance adolescente dos norte-americanos Rachel Lippincott, Mikki Daughtry e Tobias Laconis. Essa obra ocupou há alguns anos a lista dos mais vendidos do The New York Times e foi adaptada recentemente para o cinema. Apesar de possuir uma história sensível e comovente, esse livro me lembrou muito “A Culpa é das Estrelas” (Intrínseca), drama do também norte-americano John Green. “A Cinco Passos de Você” vendeu 16 mil exemplares nas livrarias brasileiras no ano passado e alcançou o nono lugar entre os títulos infantojuvenis mais comercializados por aqui.


Veja, a seguir, o ranking dos dez livros infantojuvenis mais vendidos em 2020 no Brasil:

Ranking dos dez livros infantojuvenis mais vendidos em 2020 no Brasil

1) “Box Harry Potter” (1997 – 2007) – J. K. Rowling – Literatura Inglesa – Rocco – 55 mil unidades.


2) “Sol da Meia-noite” (2020) – Stephenie Meyer (Estados Unidos) – Literatura Norte-americana – Intrínseca – 44 mil unidades.


3) “Harry Potter e a Pedra Filosofal” (1997) – J. K. Rowling – Literatura Inglesa – Rocco – 29 mil unidades.


4) “O Diário Perdido de Gravity Falls” (2016) – Alex Hirsch e Rob Renzetti – Literatura Norte-americana – Universo dos Livros – 27 mil unidades.


5) “As Aventuras de Mike” (2019) – Gabriel Dearo e Manu Digilio – Literatura Brasileira – Outro Planeta – 26 mil unidades.


6) “Diário de Um Banana – Quebra Tudo” (2019) – Jeff Kinney – Literatura Norte-americana – VR Editora – 19 mil unidades.


7) “Luccas Neto em Os Aventureiros” (2019) – Luccas Neto – Literatura Brasileira – Pixel – 19 mil unidades.


8) “O Pequeno Príncipe” (1943) – Antoine Saint-Exupéry – Literatura Francesa – HarperCollins – 16 mil unidades.


9) “A Cinco Passos de Você” (2018) – Rachel Lippincott, Mikki Daughtry e Tobias Laconis – Literatura Norte-americana – Globo Alt – 16 mil unidades.


10) “Coleção Especial Anne de Green Gables” (1908 – 1939) – Lucy Maud Montgomery – Literatura Canadense – Ciranda Cultural – 15 mil unidades.


Gostou deste post e do conteúdo do Blog Bonas Histórias? Se você se interessa por informações do mercado editorial, deixe aqui seu comentário. Para acessar outras notícias dessa área, clique em Mercado Editorial. E aproveite para nos acompanhar nas redes sociais – Facebook, Instagram, Twitter e LinkedIn.

A Editora Pomelo é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Dança & Expressão é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
Eduardo Villela é Eduardo Villela é book advisor e parceiro do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento

Bonas Histórias

O Bonas Histórias é o blog de literatura, cultura e entretenimento desenvolvido por Ricardo Bonacorci desde 2014. Com um conteúdo multicultural (literatura, cinema, música, teatro, exposição e gastronomia), o Blog Bonas Histórias analisa as boas histórias contadas no Brasil e no mundo.

bonashistorias.com.br

Ricardo Bonacorci

Nascido na cidade de São Paulo, Ricardo Bonacorci tem 39 anos e trabalha como publicitário, produtor de conteúdo, crítico literário e cultural, editor, escritor e pesquisador acadêmico. Ricardo é especialista em Administração de Empresas, pós-graduado em Gestão da Inovação, bacharel em Comunicação Social, licenciando em Letras-Português e pós-graduando em Formação de Escritores.  

Mandarina é a livraria diferenciada que está localizada em Pinheiros, na cidade de São Paulo
BonaBelle Design & Organização é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento
A Epifania Comunicação Integrada é parceira do Bonas Histórias, blog de literatura, cultura e entretenimento